Nuvem de enxofre a caminho de Lisboa. Sem perigo mas com cheiro

Está controlado o incêndio em armazém de enxofre em Setúbal. Cinco bombeiros com queimaduras ligeiras.

Fotogaleria
Às 10h30 a nuvem começava a deslocar-se em direcção a Lisboa DR
Fotogaleria
DR
Fotogaleria
O incêndio deflagrou às 3h LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO
Fotogaleria
LUSA/RUI MINDERICO

incêndio em dois armazéns na zona industrial da Sapec, em Setúbal, está controlado, mas a nuvem está a caminho de Lisboa. A Protecção Civil garante que a concentração de partículas não representa perigo para a saúde. A população irá, no entanto, sentir o cheiro a enxofre durante a sua passagem.

Ao PÚBLICO o coordenador da Protecção Civil Municipal, José Luís Bucho, explica que a nuvem está a ser dissipada “com ajuda das condições climatéricas e de vento na direcção sul-norte”, provocando uma deslocação das partículas “para os lados de Lisboa”, sendo Palmela e Moita as zonas mais afectadas na região de Setúbal. A Protecção Civil conta ter a situação do ar e incêndio normalizada até ao final do dia.

O incêndio provocou queimaduras ligeiras nos membros inferiores de cinco bombeiros, que foram transportados para o Hospital São Bernardo, em Setúbal, adianta a mesma fonte.

Pelas 10h, o incêndio, que deflagrou às 3h, estava já circunscrito, depois de ter sido activado o plano de emergência externa.

No local permanecem ainda 22 viaturas e 68 bombeiros. A actividade industrial das fábricas, incluindo a própria Sapec e a Portucel, não foi, no entanto, afectada pelo acidente.

Ainda assim, a Protecção Civil Municipal deixa alertas. A população das localidades de Praias do Sado e Faralhão é incentivada a não sair de casa e a calafetar portas e janelas até que desapareça a nuvem de fumo. Caso sintam “alguma irritação nos olhos ou na garganta que possa ter sido provocada pela nuvem de fumo devem contactar o 112 que já está a par da situação”, cita a Lusa.

As creches e as escolas daquela zona, incluindo o Instituto Politécnico de Setúbal, deverão permanecer encerradas durante o período da manhã.

Por volta das 11h, em declarações à Lusa, Anabela Santiago, engenheira de Saúde Ambiental da Direcção-Geral da Saúde, afirmou que, de acordo com os técnicos da Agência Portuguesa do Ambiente, as estações de medição da qualidade do ar verificaram que os valores de referência não foram ultrapassados, não havendo por isso qualquer perigo. "Aquilo que me foi transmitido é que, de acordo com a informação registada nas estações ali à volta e nas estações que medem o SO2, o dióxido de enxofre, os valores registados não ultrapassam os valores de referência", afirmou Anabela Santiago.

Participam nestas operações elementos dos bombeiros dos sapadores de Setúbal, dos voluntários de Setúbal com a ajuda de meios dos bombeiros de Águas de Moura, Pinhal Novo, Palmela, Barreiro e Setúbal.