Se vai dizer olá a 2017 no Porto, deixe o carro em casa

Metro durante toda a noite e reforço dos autocarros da STCP garantem transporte. Mas também há benesses para motas e automóveis

A Avenida dos Aliados apinhada é o cenário que se espera ver repetido este ano
Foto
A Avenida dos Aliados apinhada é o cenário que se espera ver repetido este ano NFACTOS / FERNANDO VELUDO

Os números, só por si, já deveriam servir de sinal de aviso: são esperadas 100 mil pessoas na Avenida dos Aliados, no Porto, para celebrar a chegada de 2017. O aviso que pode soar-lhe aos ouvidos é: talvez não seja boa ideia levar o carro para ali. A Câmara do Porto e os serviços de transportes colectivos concordam e dão uma ajuda, oferecendo-lhe um leque de alternativas.

Desde logo, o Metro do Porto vai estar a funcionar em pleno durante toda a noite, com excepção da linha do aeroporto, a Linha E, que parará, como de costume, durante a madrugada, depois da 1h. E a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP), quase, quase a mudar a sua gestão para a Área Metropolitana do Porto (que a deixará nas mãos dos seis municípios que a transportadora pública serve), vai quadruplicar o número de veículos que, normalmente, cruzam a madrugada. A capacidade estimada por hora e por linha é de três mil passageiros, que terão à sua disposição, entre as 21h do dia 31 e as 5h30 de 1 de Janeiro as linhas 1M, 3M, 4M, 5M, 7M, 8M, 11M, 12M e 13M. Numa informação publicada na sua página de internet, a Câmara do Porto refere que este serviço especial vai ser testado pela primeira vez nesta passagem de ano, criando-se “canais próprios para os autocarros onde não houver circulação de trânsito”.

Quem se desloca para o Porto de fora da cidade pode considerar a alternativa do comboio, mas se é daquelas pessoas que não abdica mesmo do transporte individual, também há algo pensado para si.

Pela primeira vez, as motas vão ter estacionamento gratuito, no Parque da Trindade, entre o meio-dia deste sábado e o meio-dia de domingo. Já os carros não têm direito a gratuitidade, mas quase, em alguns casos. Os parques de estacionamento do Campo Alegre, Casa da Música e Estação Estádio do Dragão vão praticar uma tarifa única de 0,95 euros por doze horas de estacionamento.

A festa, geralmente concentrada na Avenida dos Aliados, vai manter-se por aí, mas passará também por outros palcos. Nos Aliados, o ano despede-se ao som de Blind Zero (a partir das 22h30) e chega, depois do fogo-de-artifício, com a música dos Azeitonas (depois das 0h30). Mesmo ali ao lado, na Praça de D. João I, o DJ Rodrigo Affreixo e o DJ Set Holy Nothing garantem a transição para 2017 com muita música, e um pouco mais acima, na Praça dos Poveiros, essa função está nas mãos do DJ Isidro Lisboa e DJ Set Throes + The Shine. O quarto palco escolhido para o adeus a 2016 é na Praça de Gomes Teixeira (mais conhecida como dos Leões), onde a animação, a partir das 22h30 fica a cargo do DJ Sete Magníficos.