Dez meses e quatro minutos depois, Rajoy toma posse

Líder do Partido Popular tomou esta segunda-feira posse como chefe do governo espanhol e vai apresentar os novos ministros na quinta-feira.

Foto
Rajoy jurou ser fiel à Constituição em frente ao Rei Filipe IV Reuters

Uma cerimónia curta, sem pompa e circunstância. Mariano Rajoy demorou apenas quatro minutos a tomar posse esta manhã como presidente do Governo espanhol. Após dez meses de impasse, o líder do Partido Popular deixou de ser interino passando a ser presidente efectivo do executivo.

Depois desta tomada de posse, em que Rajoy jurou cumprir a Constituição em frente ao Rei Filipe VI, Rajoy tem até quinta-feira para apresentar os membros do seu novo governo.

Esta segunda-feira, Rajoy apenas leu as linhas a que está obrigado pela Constituição, escusando-se fazer mais comentários sobre o governo que vai iniciar funções depois de ter passado no Congresso espanhol, devido a abstenção de deputados dos socialistas (PSOE). Até quinta-feira, o líder do PP deverá ficar em silêncio.

O El Mundo conta na sua edição desta segunda-feira que Rajoy não vai falar nem com o PSOE, que lhe garantiu a aprovação à segunda, nem com o Cidadãos, de Alberto Rivera, o primeiro a permitir que o Governo seguisse caminho. Conta ainda o jornal que Rajoy vai manter a lista de novos governantes em segredo e só telefonará aos futuros ministros na quarta-feira, imediatamente antes da sua ida ao Palácio da Zarzuela para dar conta da nova equipa.

O novo governo de Rajoy, acrescenta o mesmo jornal, deverá ter um pendor mais político e social do que os anteriores, o que pode ser explicado pelo facto de ser um executivo minoritário, obrigado a negociar mais com os partidos, quer à direita, quer à esquerda.