Mil migrantes resgatados ao largo da costa da Líbia

Morreram pelo menos nove pessoas e dez estão desaparecidas.

Foto
Grupo de migrantes a desembarcar em Itália Yara Nardi / Reuters

Cerca de mil pessoas foram salvas este sábado durante várias operações de resgate no mar Mediterrâneo. Pelo menos nove pessoas morreram na travessia, incluindo quatro crianças, e dez foram dadas como desaparecidas.

Ao nascer do dia, a Dignity 1, fretada pelos Médicos Sem Fronteiras, socorreu várias pessoas que estavam já na água, perto de um bote de borracha. Pelo menos seis adultos e quatro crianças estão dados como desaparecidos, mas o número real pode ser superior.

Durante o dia foram ainda encontrados nove corpos numa outra embarcação, diz a AFP. Porém, não se apuraram as causas da morte, que podem ir desde a desidratação à hipotermia.

A guarda costeira italiana, que comanda as operações de resgate no Mediterrâneo Central, divulgou um balanço provisório de mil migrantes resgatados durante todo o dia.

De acordo com a Organização Internacional das Migrações, só este ano já chegaram à Europa através do mar Mediterrâneo mais de 319 mil pessoas. Pelo caminho, morreram 3654 pessoas.