Gonçalo M. Tavares é um dos dez escritores do projecto Visita em casa

O autor da série O bairro vai visitar casas na Cidade do Luxemburgo, em Maio, e em Frankfurt, na Alemanha, em Julho.

Foto
Gonçalo M. Tavares é um dos dez escritores seleccionados para o projecto Visita em casa. Nuno Ferreira Santos

O escritor Gonçalo M. Tavares é um dos dez escritores seleccionados para o projecto Visita em casa, anunciado esta terça-feira pelo Goethe-Institut, em Lisboa.

O autor da série O bairro vai visitar casas na Cidade do Luxemburgo, em Maio, e em Frankfurt, na Alemanha, em Julho; em contrapartida, o escritor luxemburguês Guy Helminger vai visitar o Porto, em Setembro.

Além destes dois escritores, o projecto seleccionou a autora francesa Marie Darrieussecq, a italiana Michela Murgia, a belga Annelies Verbeke, o catalão Jordi Puntí e os alemães Alina Bronsky, Katja Lange-Müller, Sasha Marianna Salzmann e David Wagner.

“O que acontece quando um autor conhecido entra pela porta de nossa casa para nos visitar e ler, dançar, cozinhar, comer ou simplesmente conversar connosco, no nosso espaço mais pessoal?”, este é o desafio lançado por este projecto, à escala europeia.

“Os anfitriões abrem as suas portas para receber um autor, mas não fazem ideia do que vai acontecer, pois o escritor ou escritora tem carta-branca para dar largas à sua imaginação e para tornar este encontro [em algo] verdadeiramente único”, lê-se no comunicado do instituto alemão.

Dez escritores de Portugal, Espanha, França, Luxemburgo, Bélgica, Itália e Alemanha vão “visitar casas de pessoas comuns de mais de 15 cidades europeias, de Maio e Outubro” próximos.

Cada autor vai visitar duas casas, em duas cidades europeias, sendo na Alemanha, uma das cidades visitadas.

As impressões recolhidas durante as viagens resultarão num texto de cada um dos autores, que serão editados em formato “e-book”, na Primavera de 2017, em cinco línguas, e apresentados na Feira do Livro de Leipzig do próximo ano.

O luxemburguês Guy Helminger, de 53 anos, é autor de poesia, prosa, peças radiofónicas e para teatro. Cursou Germanística e Filosofia, no Luxemburgo, e nas universidades alemãs de Heidelberg e Colónia. Até 1990, trabalhou como actor no Georg-Büchner Ensemble, em Colónia. Helminger foi também assistente de realização na televisão da Baviera, no sul do Alemanha, e trabalhou em design gráfico 3D.

Em 2012, foi docente de Poética na Universidade alemã de Duisburgm, em Essen. Em Colónia, coordena, com Navid Kermani, o Literarischer Salon International, e trabalha no Luxemburgo como moderador, na televisão do Grão-Ducado.

O seu romance mais recente, Neubrasilien (Novo Brasil, em tradução livre), foi publicado em 2010.

Guy Helminger recebeu o Prémio Servais, em 2002, o Prémio 3sat, em 2004, e o Prémio de Mérito Cultural da sua cidade natal, Esch/Alzette, em 2006.

Gonçalo M. Tavares, de 46 anos, recebeu, entre outros, o Prémio Telecom de Literatura em Língua Portuguesa, no Brasil, o Prix du meilleur livre étranger, em França (2010), e o Prix Littéraire Européen (2011).

Nascido em Luanda, é professor de Filosofia na Universidade de Lisboa. Desde 2001, publica romances, contos e poemas, assim como literatura para a infância e peças de teatro. As suas obras foram publicadas em mais de 50 países.

Entre os seus romances contam-se A máquina de Joseph Walser (2003) e Jerusalém (2004), com o qual conquistou o Prémio José Saramago para jovens escritores, em 2005.

No ano passado publicou O torcicologologista, excelência.