Convento das Bernardas, Open House 2015
Foto
Convento das Bernardas, Open House 2015

A Arquitectura do Open House trocou o Outono pelo Verão

Em Junho e Julho poderás participar nas visitas guiadas aos patrimónios culturais como visitante ou voluntário. O evento regressa às cidades de Lisboa e do Porto

As edições do Open House de 2016 chegam ao Porto e a Lisboa no Verão (nos fins-de-semana de 18/19 de Junho e 2/3 de Julho, respectivamente) e não no Outono, como nas anteriores edições.

O Open House é um evento internacional de promoção da arquitectura e do património cultural do qual fazem parte mais de 30 cidades de todo o mundo. Assenta no estímulo e na aproximação dos cidadãos à arquitectura e, para tal, são organizadas visitas guiadas (gratuitas) para dar a conhecer espaços (igrejas, museus, palácios, etc...) que habitualmente não estão abertos ao público.

Existem três tipos de visita: a livre, que é feita sem acompanhamento dentro do horário estipulado; a acompanhada, que é feita sob orientação da equipa de voluntários, e a comentada que é guiada pelo autor do projecto de arquitectura em questão ou por um especialista convidado.

A Open House Lisboa já conta com cinco edições. Este ano, serão cerca de setenta os locais que estarão abertos para visita, em Lisboa. Empenhados no lançamento de desafios, a OH Lisboa propõe tanto ao público geral como aos profissionais da área - arquitectos, proprietários de edifícios e outros profissionais – que sugiram, até dia 15 de Abril, espaços para integrar nas visitas, de forma a enriquecer a descoberta da cidade e, simultaneamente, construir um roteiro mais diversificado.

Além deste, existe ainda outro desafio dirigido à comunidade de arquitectos, agentes culturais ou comunidade académica que queiram participar com projectos autofinanciados, de vários formatos, cujas propostas deverão ser enviadas até dia 2 de Maio para este email.

Contrariamente à Open House Lisboa, a Open House Porto, que integra as cidades do Porto, Gaia e Matosinhos ainda só conta duas edições. A rondar os quarenta locais abertos para visita, este ano, no Porto, estas cidades abrem portas ao vasto conjunto de edifícios simbólicos do seu património cultural e, para tal, o roteiro deste ano é desenhado por Jorge Figueira que propõe uma viagem às arquitecturas esquecidas “criando um itinerário caracterizado pela redescoberta, recuperação e até invenção do património das cidades envolvidas”.

A maioria das visitas, tanto no Porto como em Lisboa, não exige reserva antecipada e é feita por ordem de chegada. Contudo, há casos excepcionais que se encontram devidamente assinalados no roteiro, com instruções de como proceder para fazer a reserva online da visita.

As edições contam com uma equipa de voluntários que acolhe, guia e dá sugestões sobre os roteiros aos visitantes. Se queres fazer parte desta equipa, escolhe uma das cidades e inscreve-te. As inscrições para a OH Porto estão abertas até dia 8 de Abril. Já as inscrições da OH Lisboa estendem-se até dia 30. As candidaturas são feitas online.

Refira-se que o Open House do Porto é organizado pela Trienal de Arquitectura de Lisboa e a Casa da Arquitectura com apoio estratégico da Câmara Municipal. A Trienal de Arquitectura de Lisboa co-produz o Open House Lisboa com a EGEAC.