Sintra é única localidade portuguesa presente em feira de turismo em Nova Iorque

Organização reúne mais de 600 expositores de todo o mundo e espera a presença de mais de 28 mil viajantes e profissionais.

Foto
PSML/Angelo Hornak

Sintra é este fim-de-semana a única localidade portuguesa presente na feira de turismo do jornal The New York Times, em Nova Iorque, a maior exposição comercial de viagens na América do Norte.

Entre esta sexta-feira e domingo, a organização reúne mais de 600 expositores de todo o mundo e espera a presença de mais de 28 mil viajantes e profissionais.

"O mercado norte-americano tem ocupado, nos últimos dois anos, o quarto lugar em termos de visitantes, sendo que os três primeiros lugares são ocupados por mercados europeus, incluindo o nacional", explicou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta.

Quanto às estadias, os norte-americanos são também a quarta nacionalidade com mais dormidas em Sintra, tendo esse número aumentado em cerca de 15 a 20%, nos últimos dois anos.

"Sem dúvida que será um mercado para continuar a apostar e que tem potencial para crescer em número de visitantes, tendo em conta a oferta existente", confirmou o autarca.

A presença na feira de Nova Iorque é realizada em articulação com os operadores turísticos da região e integra um plano de promoção que pretende cativar o turismo do norte da Europa, EUA e Canadá durante a época baixa.

"A principal mensagem desta estratégia visa divulgar Sintra como destino turístico único e diferente", explica Basílio Horta, enumerando argumentos como a classificação como Património da Humanidade da Unesco e a conjugação de turismo cultural, desportivo e gastronómico.

"A conjugação destes elementos faz com que Sintra seja atractiva para o mercado americano porque apresenta uma série de atracções invulgares", garante o responsável.

No primeiro semestre do ano, Sintra vai ainda promover as marcas "Sintra Capital do Romantismo" e "Active Sintra" em feiras na Alemanha, Finlândia, Boston e Filadélfia (EUA), Holanda, Bélgica e Suécia.

Para além dos expositores, o programa da feira inclui mais de 150 seminários e palestras e cerca de 100 apresentações culturais.

Sugerir correcção