Editorial

Novos domingos

São tristes os textos de despedida e não vale a pena fazer de conta que não é também de tristeza que este texto trata. A revista 2 vai deixar de existir na forma como a conhece desde 2012. Herdeira do caderno diário P2 e da revista semanal Pública, que nasceu com o jornal em 1990, a 2 não será publicada em papel a partir de Janeiro. Estamos orgulhosos do que oferecemos aos nossos leitores nestes quatro anos: jornalismo para ler devagar, reportagens e entrevistas feitas sem pressa e sem medo de aprofundar, crónicas inesquecíveis. E sabemos que os leitores nos acompanharam nas nossas escolhas editoriais: de entre os dez textos mais lidos deste ano no site do Público, três foram publicados na Revista 2. A boa notícia é que, em Janeiro, praticamente só vai mudar a forma. O jornalismo que se habituou a ler na revista não vai desaparecer do jornal. A partir de Janeiro, as edições de domingo do PÚBLICO em papel vão ter mais páginas e mais textos de grande fôlego, num jornal reinventado a pensar nos seus domingos, dias perfeitos para boas leituras. Um bom 2016.