Albuquerque recebeu alta hospitalar após cirúrgia de urgência

Presidente do Governo Regional da Madeira recebeu alta hospitalar durante a tarde, após ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica na manhã desta quarta-feira para remoção de um cálculo renal.

Miguel Manso/Arquivo
Foto
Miguel Manso/Arquivo

O presidente do Governo regional da Madeira, Miguel Albuquerque, regressou a casa esta quarta-feira à tarde, após ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica de urgência para remoção de um cálculo renal, informou o gabinete da Presidência regional.

“Após alta hospitalar, [Albuquerque] encontra-se já na sua residência onde irá manter-se em repouso nas próximas 48 horas”, lê-se no comunicado divulgado pela Quinta Vigia, que acrescenta que o “pós-operatório decorreu sem qualquer intercorrência”.

Albuquerque foi operado de manhã depois de ter sido internado de urgência no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, durante a madrugada.

“O Presidente do governo regional da Madeira, Miguel Albuquerque, foi operado esta manhã pelas 8 horas devido a uma cólica renal com cálculo impactado no ureter lombar direito”, explicou João Rodrigues, director clínico do Serviço Regional de Saúde da Região Autónoma da Madeira, sublinhando, em conferência de imprensa, que a “intervenção cirúrgica decorreu sem incidentes”.

Miguel Albuquerque, de 54 anos, substituiu Alberto João Jardim na presidência do executivo madeirense em Março deste ano, na sequência de eleições regionais antecipadas em que o PSD-Madeira voltou a conquistar a maioria absoluta no parlamento regional.

Presidente da Câmara Municipal do Funchal durante cinco mandatos – desde 1994 a 2009 -, Albuquerque participa no domingo, pela primeira vez como líder, à festa regional do partido no Chão da Lagoa.

Esta intervenção cirúrgica, de acordo com informações recolhidas pelo PÚBLICO junto da quinta Vigia, não deverá impedir Albuquerque de subir ao palco domingo, juntamente com Pedro Passos Coelho.