João Peleteiro
Foto
João Peleteiro

Portugal consegue apuramento histórico na Elite

A selecção nacional de Sub-18 derrotou nesta terça-feira a Escócia, no desempate por pontapés aos postes, e pela primeira vez terminará o Europeu entre os seis primeiros classificados

A selecção nacional de sub-18 alcançou nesta terça-feira em França a proeza de fugir pela primeira vez ao último lugar no Campeonato da Europa de Elite, após derrotar a Escócia no desempate por pontapés aos postes. Com esta inédita vitória, Portugal vai defrontar no próximo sábado o País de Gales, na luta pela quinta posição na competição.

 

Após uma derrota contundente contra a Inglaterra nos quartos-de-final, Portugal apresentou-se transfigurado contra a Escócia. Num jogo marcado pelo temporal que se fez sentir em Gaillac, nos arredores de Toulouse, que deixou o relvado muito pesado, os jogadores portugueses estiveram irrepreensíveis a defender, travando todas as investidas dos escoceses. Como consequência da competência portuguesa, o jogo terminou com um raro empate a zero, deixando tudo por decidir no desempate por pontapés aos postes.

PÚBLICO -
Foto

 

E num momento envolto sempre em grande tensão e nervosismo - estava em causa uma qualificação histórica para Portugal -, os jogadores portugueses não tremeram, tendo conseguido a vitória, por 3-2, depois de Francisco Vassalo, Jorge Abecassis e David Wallis não falharem nas conversões.

 

No final da partida, Francisco Branco, que reparte com Rui Carvoeira a responsabilidade de comandar a equipa nacional, afirmou ao P3 Râguebi que este apuramento é “mais um passo no processo rumo à alta competição destes jogadores”. O técnico realçou a importância de os atletas portugueses terem “provado uma vitória [contra a Escócia em XV] que ainda não tinha sido conseguida”, mas deixou um alerta: “Não eramos a pior equipa depois do jogo contra a Inglaterra, nem somos a melhor agora.”