Resumos da 19.ª jornada: Académica-CDUP

Num duelo onde quem perdesse ficava fora do play-off, os portuenses levaram a melhor e continuam na luta pelo top-6

O frente a frente entre Académica e CDUP era uma autentica final e o duelo entre “pretos” e “verdes” foi disputado com níveis de agressividade que, por vezes, ultrapassaram os limites do aceitável. No jogo jogado, os portuenses souberam ter mais cabeça e na segunda parte recuperaram de uma desvantagem de 3-10 para conseguirem um triunfo por 20-10 que adia para a última jornada a decisão de quem será o sexto classificado da Fase Regular Divisão de Honra.

Ao contrário do que estava inicialmente marcado pela FPR, o confronto entre Académica e CDUP realizou-se no Estádio Universitário de Coimbra e a partida ficou marcada por algum nervosismo de parte a parte. Com a mais do que provável vitória do Belenenses contra o RC Montemor (jogo disputado à mesma hora), Académica e CDUP sabiam que uma derrota ditaria a despedida do campeonato na ronda seguinte e as duas equipas lutaram até ao último segundo pelos quatro pontos.

O encontro começou com o primeiro ensaio da Académica, ainda antes de se cumprir o terceiro minuto: após um alinhamento, os avançados dos “pretos” construíram um maul e António Salgueiro fez o toque de meta. Embora tivesse algum domínio territorial, o CDUP acabou por se ressentir da eficácia habitual de Rodrigo Figueiredo no jogo ao pé: em três tentativas de remates aos postes na sequência de penalidades, os portuenses apenas aproveitaram uma.

PÚBLICO -
Foto

Tal como tinha acontecido no início da partida, a segunda parte começou com um ensaio dos “pretos”. Aos 43’, os avançados de Coimbra construíram várias fases e acabaram por conseguir o toque de meta, que colocou o marcador em 10-3, favorável à equipa da casa.

PÚBLICO -
Foto

O CDUP reagiu cerca de cinco minutos depois, com a transformação de uma penalidade (10-6), mas apenas nos últimos 10 minutos os “universitários” conseguiram chegar à vantagem. Aos 74’, poucos segundos após um desentendimento entre jogadores das duas equipas, os “pretos” mostraram-se mais desconcentrados e uma bola solta permitiu que Francisco Otto fizesse o primeiro ensaio do CDUP (10-13).

PÚBLICO -
Foto

A vantagem deu confiança à equipa de Miguel Moreira que nos últimos minutos controlou o jogo, tendo ainda chegado a novo ensaio, mais uma vez por Francisco Otto, na “bola de jogo”.

Acompanhe as últimas notícias da Divisão de Honra na página do Facebook da Review Sports.