Tremor encerra cartaz com a certeza de pôr Ponta Delgada a mexer

Moullinex, TT the Artist, Bitchin Bajas e Duquesa são algumas das novas e últimas confirmações para o festival açoriano.

A primeira edição do Tremor aconteceu no ano passado
Foto
A primeira edição do Tremor aconteceu no ano passado Rui Soares

Ponta Delgada vai voltar a mexer. O Tremor, festival de música nova portuguesa, tem o cartaz fechado e a certeza é uma: vai ser uma edição para se dançar. Moullinex, TT the Artist e Bitchin Bajas são as mais recentes confirmações para o evento que acontece na ilha de São Miguel a 28 de Março.

Mas não estão sós, ou não fosse este um festival que quer dar a ouvir aos açorianos o que se passa na cena musical. Duquesa, ou seja, Nuno Rodrigues, vocalista dos Glockenwise, vai voltar ao lugar onde já foi feliz. E se no ano passado o músico encheu, sozinho, a loja de roupa Londrina, este ano promete repetir a proeza, desta vez acompanhado com banda.

O cartaz para o festival co-organizado pela Yuzin, agenda cultural de São Miguel, e a editora e promotora Lovers & Lollipops, nascida em Barcelos, completa-se com os Tweak Bird, Lucrecia Dalt, KING JOHN, Emanuel Paquete, Bandido e o Coração Pirata, Ian Carlo Mendonza, Alexandre Soares, Srosh Ensemble e a dupla Os YEAH.

Estes nomes juntam-se assim aos já confirmados ZA!, Black Bombaim, Sensible Soccers, Bruno, Emperor X, Broad Beans, Cpt. Luvlace e Medeiros/Lucas, projecto de Carlos Medeiros e de Pedro Lucas, criador de O Experimentar Na M'Incomoda.

Os bilhetes para o Tremor já estão à venda e têm o preço único de 15 euros, até 23 de Março. Depois dessa data, o preço sobe para 18 euros. Depois do sucesso da primeira edição, este ano a organização apresenta ainda uma novidade: vai ao Tremor e quer também aproveitar para conhecer os Açores pode adquirir um pacote que inclui serviços de alojamento, aluguer de veículos e actividades de animação turística.

E não é tudo. A promessa da organização é a de que o festival não se ficará este ano só pela música e em breve serão anunciadas residencias artísticas, do cinema, à fotografía, passando pelo artesanato. Ponta Delgada vai tremer.