Parlamento unânime na condenação da prisão Raif Badawi

Assembleia da República aprovou voto apresentado pelo Bloco de Esquerda que pede a libertação imediata do blogger saudita.

Raef Badawi foi condenado pelas autoridades de Riade por defender o secularismo
Foto
Raif Badawi foi condenado pelas autoridades de Riade por defender o secularismo AFP/MARTIJN BEEKMAN

A Assembleia da República aprovou nesta sexta-feira, por unanimidade, um voto apresentado pelo Bloco de Esquerda a exigir a imediata libertação do resistente laico saudita Raif Badawi, condenado pelas autoridades de Riade a prisão e chicotadas.

"Defensor da liberdade de expressão e da separação entre Estado e igreja, Raif Badawi foi considerado prisioneiro de consciência pela Amnistia Internacional em 2012 aquando da sua detenção por 'violação dos valores islâmicos', 'propagação do pensamento liberal' e por hipotética ridicularização das autoridades islâmicas do país", refere o voto do Bloco de Esquerda.

Sem qualquer voto contra, a resolução do Bloco de Esquerda associa a Assembleia da República à condenação da prisão de Raif Badawi, à sua punição por chicoteamento, "juntando-se ao clamor internacional pela sua imediata libertação".