PCP quer retomar Jornadas Parlamentares Atlânticas

Foto

O PCP dos Açores e da Madeira querem retomar as Jornadas Parlamentares Atlânticas, juntando os deputados dos parlamentos dos dois arquipélagos portugueses, das Canárias (Espanha) e de Cabo Verde.

A proposta foi apresentada esta segunda-feira pelo deputado do PCP na Assembleia Legislativa dos Açores, Aníbal Pires, numa conferência de imprensa na cidade da Horta, ilha do Faial, à mesma hora em que o deputado do Partido Comunista Português no parlamento da Madeira, Edgar Silva, fazia o mesmo no Funchal.

"Açores, Madeira, Canárias e Cabo Verde partilham o mesmo espaço biogeográfico e, como tal, abrem-se-lhes diversas oportunidades de cooperação e desenvolvimento de projetos comuns em múltiplas áreas, que devem ser discutidas e exploradas", sublinhou Aníbal Pires.

No entender do deputado comunista, existem "questões centrais" que interessam aos quatro arquipélagos que compõem as ilhas da Macaronésia, como é o caso da agricultura, turismo, zonas marinhas e proteção dos oceanos, migrações, transportes, ciência e tecnologia.

"As Jornadas Parlamentares Atlânticas visam fomentar a troca de experiências e de opiniões sobre o rumo a dar ao desenvolvimento das regiões insulares atlânticas e ao progresso dos seus povos", sublinhou.

Uma das áreas que Aníbal Pires gostaria de ver melhor explorada no relacionamento entre os quatro arquipélagos são os transportes aéreos e marítimos, que entende poderem ser melhor aproveitados, através da criação de ligações regulares.

A última edição das Jornadas Parlamentares Atlânticas decorreu em 2006 na ilha de Porto Santo, na Madeira, tendo sido canceladas as jornadas de 2010, previstas para as Canárias, alegadamente, devido à "crise financeira".

O projecto de resolução do PCP/Açores, que pede que sejam retomadas as Jornadas Parlamentares Atlânticas, será apresentado na Assembleia Legislativa Regional açoriana ainda esta semana, mas só deverá ser debatido e votado em plenário no mês de Fevereiro.