Doentes com Legionella vão ter plano integrado de acompanhamento pós-alta

Doentes atingidos pelo surto serão vigiados nas semanas após a alta clínica.

Foto
Dos 303 casos já confirmados, mais de 290 envolvem residentes de Vila Franca de Xira. AFP/PEDRO NUNES

Dos 303 casos já confirmados, mais de 290 envolvem residentes nas três freguesias do sul do concelho de Vila Franca de Xira. A maioria está ainda internada em tratamento, mas 19 pessoas já tiveram alta hospitalar, 17 das quais do Hospital de Vila Franca. Nesta unidade estão ainda internadas cerca de 50 pessoas infectadas pela Legionella e foi aqui que se registaram cinco das sete vítimas mortais já confirmadas.

O PÚBLICO apurou que este plano integrado de acompanhamento pós-alta tem igualmente em conta que muitos dos afectados são pessoas com idade elevada e já fragilizadas por outras doenças respiratórias, pelo que é considerado muito importante fazer um programa de apoio que evite recaídas ou a contracção de outras infecções respiratórias. Esta intervenção pós-alta prevê que todos os infectados tenham uma nova consulta de pneumologia no hospital num prazo de uma semana e que sejam contactados telefonicamente 24 a 48 horas depois da alta, para avaliar a evolução da situação. Caso se justifique, haverá também visitas domiciliárias de profissionais de saúde.

Hospital e ACES vão, igualmente, disponibilizar uma folha informativa, entregue a pessoas afectadas e às respectivas famílias, com todas as recomendações sobre os comportamentos que devem seguir nas primeiras semanas de recuperação. E indicam um número de contacto para esclarecimentos ou pedidos de apoio de emergência.