Stephen Bogart produz film noir de homenagem ao pai, Bogey

This Last Lonley Place é também uma homenagem a In a Lonley Place, um dos grandes papéis de Bogart

Fotogaleria
Lauren Bacall com os filhos: Leslie Bogart (à esquerda), Sam Robards e Stephen Humphrey Bogart, produtor executivo do filme que é uma homenagem ao pai REUTERS/Fred Prouser
Fotogaleria
Rhys Coiro em "The Last Lonely Place"
Fotogaleria
Bogart e Gloria Grahame em "In a Lonely Place", de Nicholas Ray

This Last Lonley Place, chama-se o filme. É a primeira produção em décadas da Santana Films, a produtora que Humphrey Bogart criou em 1949, baptizada com o título do seu amado iate. Outra homenagem aqui: a In a Lonley Place (1950), um dos sete filmes que a Santana Films e que é das obras-primas do seu realizador, Nicholas Ray, um dos seus filmes mais pessoais também: Bogart forma par com Gloria Grahame e tem ali das interpretações mais desesperadas e solitárias da sua carreira.

“Pareceu-nos perfeito", disse Stephen Bogart, que é produtor executivo do filme, citado pelo New York Post. “A minha irmã Leslie e eu adorámos o argumento" - Stephen e Leslie são filhos do casal Bogart/ Bacall; a actriz tem outro filho, Sam Robards, da sua relação com o actor Jason Robards Jr.

Um neo-noir ambientado em Los Angeles, realizado por Steve Anderson, é a fatídica história de um taxista (Rhys Coiro da série Vidas em Hollywood/Entourage) que vê um crime atravessar-se, numa noite, no seu caminho; um crime e os seus autores, um homem de negócios (Xander Berkeley da série 24) e a sua amante (Carly Pope de Elysium’). Stephen foi adepto da ideia de passar ao lado de uma, obviamente onerosa, operação de lançamento em sala e apontar o filme directamente para os fãs do pai e do film noir , que podem ver This Last Lonley Place em streaming em thislastlonelyplace.com.

Stephen trabalha, com o sócio Robbert de Klerk, no desenvolvimento das acividades do património do pai, o que inclui um anual Humphrey Bogart Film Festival em Key Largo, Florida. Com o irmão Sam Robards, ocupa-se neste momento da venda do apartamento de Lauren Bacall, no célebre edifício Dakota, com vista para Central Park, Nova Iorque — avaliado em 20 milhões de dólares. Um segundo neo noir realizado por Anderson, The White Orchid, está já em produção.