Fotogaleria
Ciclo Industrial - Uma Cidade em 30 anos
Fotogaleria
Ciclo Industrial

Sensible Soccers, Sanjo, Oliva e Viarco: marcas de São João da Madeira

Exposições “Marcas da Memória" inauguram dia 11 de Outubro à tarde e os Sensible Soccers e Prana actuam à noite na Casa da Criatividade

Sensible Soccers e Prana actuam este sábado, 11 de Outubro, às 21h30, na Casa da Criatividade, em São João da Madeira. Durante o dia, há ainda oportundidade para percorrer a história de três marcas da cidade: Sanjo, Oliva e Viarco.

Mas o que é que há de comum entre aquele concerto e as três exposições das “Marcas da Memória"? Os dois eventos integram o ciclo Industrial — conferências, exposições, concertos e cinema, com o qual a câmara local pretende assinalar o facto de S. João da Madeira ter sido elevada a cidade há precisamente 30 anos. O ciclo é comissariado por Amílcar Correia, jornalista do PÚBLICO e director do P3. 

O concerto de sábado reúne em palco 

PUB
PÚBLICO -
Foto
Prana

Sensible Soccers" href="http://sensiblesoccers.bandcamp.com/" target="_blank">Sensible Soccers e Prana, duas bandas que “não pertencem apenas a S. João da Madeira [de onde surgiram], mas também ao panorama nacional”, como referiu ao P3, Rui Costa, chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal. O concerto começa às 21h30, seguindo-se um DJ "set" com músicos das duas bandas no "foyer" da Casa da Criatividade — o antigo cinema da cidade, recentemente remodelado pelo arquitecto Filipe Oliveira Dias. Os preços variam entre os 5 e os 7,5 euros e incluem o concerto e o DJ set. Para os interessados em assistir apenas à sessão de DJ, o bilhete custa 2,5 euros.

PÚBLICO -
Foto
Sensible Soccers

Os bilhetes podem ser adquiridos na

Bilheteira Online, nas lojas FNAC e CTT, e nos Paços da Cultura e na Casa da Criatividade de S. João da Madeira.

“Todos os intervenientes nas exposições e nos concertos são pessoas que têm relação com São João da Madeira, ou porque são naturais, ou porque cá vivem. Ou seja, pessoas que, de alguma forma, têm uma relação com a cidade e se têm distinguido nas suas áreas de intervenção”, explica Rui Costa.

“Pretendemos que o ciclo Industrial seja, por um lado, um momento evocativo e, por outro, uma reflexão sobre o nosso presente e também sobre o nosso futuro, recorrendo àqueles que nos dizem muito e que têm uma relação com a cidade”, explica Rui Costa. 

Três diferentes locais 

Sanjo, Oliva e Viarco constituem a exposição “Marcas de Memória”. A mostra, na prática, divide-se por três diferentes locais da cidade. Todas elas são “algumas das marcas que surgiram em S. João da Madeira, mas que acabaram por ter uma dimensão nacional”, salienta Rui Costa. Através de fotografias e objectos, a exposição percorre a história de cada uma das três marcas.

A Sanjo estará exposta, inaugura às 16h00 deste sábado, no Museu da Chapelaria, edifício onde eram produzidas as sapatilhas desta marca. A Oliva estará em exposição no seu próprio espaço — Oliva Creative Factory — e a abertura será uma hora depois, às 17h00. Finalmente, a Fábrica Viarco acolhe a exposição da marca homónima, “a única fábrica de lápis da Península Ibérica”, como ressalta Rui Costa, que inaugura às 18h00. A exposição "Marcas da Memória" estará patente, nestes três locais, até 31 de Dezembro. A entrada é gratuita.

Quer a exposição quer o concerto coincidem com a comemoração do 88.º aniversário da emancipação concelhia de S. João da Madeira, obtida a 11 de Outubro de 1926.