Fotogaleria
Toby Melville/ Reuters
Fotogaleria
Evento decorre na Casa da Música entre as 10 horas e as 16h30 Ina Fassbender/ Reuters

NEM Portugal nasce para ajudar a exportar media nacionais

Portugal junta-se aos mais de 1000 membros da New European Media (NEM) e passa a ter uma plataforma que quer dar mais voz aos media portugueses na Europa. Lançamento acontece dia 9 de Setembro na Casa da Música, no Porto

Quer ser “um espelho” da iniciativa NEM (New European Media) em Portugal e “motivar a indústria dos media portugueses e relevantes parceiros na área da inovação a definir estratégias, parcerias e propostas de projectos de inovação” para aumentar a visibilidade do país na Europa e contribuir para o crescimento das exportações neste sector da Economia. Na próxima terça-feira, dia 9 de Setembro, é lançada a plataforma NEM Portugal na Casa da Música, no Porto, num evento onde participam o “chairman” da NEM Jean-Dominique Meunier e alguns dos maiores produtores e distribuidores dos novos media portugueses.

A NEM Europa é uma das iniciativas integradas na Plataforma Europeia de Tecnologia (ETP) do programa do Quadro Comunitário de Investigação & Inovação, Horizonte 2020, que tem um orçamento global de aproximadamente 80 mil milhões de euros para o período 2014 — 2020. A recentemente renovada plataforma tem como objectivo “promover uma abordagem europeia inovadora de convergência de meios de comunicação, conteúdos e criatividade para a Internet do futuro, que irá melhorar a vida dos cidadãos europeus através de uma experiência enriquecedora”, disse ao P3 Jean-Dominique Meunier.

"A NEM está a tomar conhecimento das novas tecnologias existentes, incluindo banda larga, 'broadcast', plataformas móveis e novos media em todos os sectores das TIC, para criar uma nova e interessante era de serviços profissionais e personalizados para vários mercados. Um dos focos da NEM é em serviços inovadores e aplicações que compõem os diferentes meios de comunicação", acrescentou.

Actualmente, a comunidade conta com “mais de 1000 membros” ligados à indústria dos media (incluindo pequenas e médias empresas e “start-ups”) e ao meio académico (institutos de investigação e universidades) de vários países europeus, como Bélgica, França, Alemanha, Espanha, Reino Unido e, a partir de dia 9 de Setembro, também de Portugal.

A importância do "networking"

Como pode o NEM ajudar os media lusos a internacionalizarem-se? “Com ‘networking’. Seja através de reuniões gerais ou de direcção da NEM ou através da organização de 'workshops' específicos, envolvendo vários ‘stakeholders’”, responde Jean-Dominique Meunier numa entrevista concedida por email.

O presidente da NEM Europa acredita que a plataforma portuguesa é uma “grande oportunidade para que o sector dos media portugueses se torne mais conhecido na Europa e também para que alguns membros europeus possam espreitar a inovação portuguesa”.

Entre as 10 horas e as 16h30, a Casa da Música vai receber empresas portuguesas com actividade internacional relevante (como a MOG, a Beactive e a PT Inovação) que vão partilhar testemunhos sobre como a internacionalização contribuiu para o crescimento do negócio. Numa mesa redonda, às 15h, vão estar, entre outros, a RTP, a Vodafone, a NOS, a Câmara Municipal do Porto, a PT Inovação, a CCDR-N e o PÚBLICO, representado por Amílcar Correia, director do P3 e editor de novos projectos do jornal. 

A criação da plataforma NEM Portugal, lançada no âmbito do "cluster" das TICE (Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica), vai ser liderada pelo INESC TEC, com o apoio da ADDICT — Agência para o Desenvolvimento das Indústrias Criativas.

Sugerir correcção