Miguel Manso
Foto
Miguel Manso

Regresso dos Black Keys e reunião dos Vicious Five no segundo dia do Alive

The Black Keys, The Vicious Give e Buraka Som Sistema são alguns dos destaques do segundo dia do Optimus Alive

O regresso dos norte-americanos The Black Keys a Portugal e a reunião dos portugueses The Vicious Five são dois dos destaques do cartaz de sexta-feira do festival Optimus Alive, que decorre no Passeio Marítimo de Algés.

Os The Black Keys, que se estrearam ao vivo em Portugal em Novembro de 2012 e somam mais de uma década de existência e oito álbuns de estúdio, tendo o mais recente, "Turn Blue", sido editado em Maio, tocam pelas 22h25, no Palco NOS, e são os cabeças de cartaz do segundo dia. Dan Auerbach e Patrick Carney, fiéis a uma linha do "garage rock", com influências da soul e dos blues, passaram a ser mais conhecidos por causa do álbum "Brothers" (2010), que inclui temas como "Tighten Up", "Howlin' for you" e "Too afraid to love you". Em 2011 lançaram "El Camino", do qual fazem parte "Lonely Boy" e "Gold on the Ceiling".

Apesar de serem os cabeças de cartaz, as honras de encerrar as atuações do palco principal, às 00h25, cabem aos portugueses Buraka Som Sistema, que deverão aproveitar para apresentar o seu mais recente trabalho, "Buraka", editado em Junho. Antes dos Buraka Som Sistema e dos The Black Keys, passam pelo palco principal os norte-americanos MGMT (20h30), que trazem na bagagem o seu mais recente trabalho, "MGMT", editado em Setembro, e The Last Internationale (19h10), que deverão editar ainda este ano o seu terceiro álbum e têm na bateria Brad Wilk (Rage Against the Machine e Audioslave), e The Vicious Five (18h00), banda que se separou em 2009 e este ano editou "Ghost Eviction", composto por quatro canções gravadas no ano da separação.



Pelo Palco Heineken, passam o norte-americano Allen Stone (17h00), a espanhola Russian Red (18:h00), os portugueses For Pete Sake (19h00) e We Trust (22h45), os norte-americanos Parquet Courts (20h05) e Au Revoir Simone (00h00), os britânicos Sam Smith (21h20), SBTRKT (01h30) e o projecto Caribou, do canadiano Daniel Snaith (03h00). O Palco Clubbing recebe os portugueses Matilha (17h00), D'Alva, acompanhados dos Gospel Collective, (19h15), Gunrose (00h30) e Branko, dos Buraka Som Sistema, (03h00), os norte-americanos Kuroma (18h00), Dillon Francis (21h45) e Diplo (23h00) o britânico Toddla T (20h35) e o alemão Boys Noize.


A música arranca pelas 15h00, no pórtico de entrada do recinto, com os PH Neutro. A última actuação neste palco, dos Clouds Collapse, está marcada para as 20h50. Para o Coreto, estão marcadas as atuações dos portugueses A Vitória Régia (17h40 e 18h40), The Walks (19h40), Keep Razors Sharp (20h55), Brushy One String (22h20), Cavaliers of Fun (23h35) e Fritus Potatoes Suicide (01h00 e 02h30). No palco Jardim, dedicado à comédia, as actuações iniciam-se pelas 17h00, com Vanny Silva, e a última, de César Mourao, está marcada para as 23h55. O festival Optimus Alive, que este ano passa a NOS Alive, termina no sábado.