Torne-se perito

Um gigantesco mural de azulejos, uma fachada surf e caras na calçada de Lisboa

Foto
Miradouro do jardim Botto Machado, no Campo de Santa Clara Jonatas Luzia

Com duas grandes exposições que dialogam com a rua agora em museus de Lisboa, a cidade espelha também esse momento: não só a fachada do Mude se enche de pranchas de surf de sete marcas portuguesas, da veterana Semente à nova Ahua, no âmbito da série do museu Made In Portugal (e sete pranchas foram pintadas por Mr. A e ficarão na colecção do Mude) mas também o seu passeio, na rua Augusta, se enche de rostos enquadrados nos padrões da calçada portuguesa.

Insideout Alfacinha inaugurou-se quinta-feira à tarde com rostos de moradores de alguns dos mais tradicionais bairros da cidade por obra e graça do fotógrafo francês JR, ideólogo de um projecto de humanização do espaço urbano com fotografia a instalação que já passou por 112 países. E do Mude para o Campo de Santa Clara, mais precisamente para o muro do jardim Botto Machado, onde um mural de azulejo de 950m2, 106 metros de extensão, vai ser pintado à mão por André Saraiva e sua equipa.

É um retrato da cidade em traços pop, que inclui poesia de Pessoa, caravelas e corações em azulejos da histórica Viúva Lamego, detida pelo grupo Prebuild, cuja primeira tranche ficará pronta em finais de Setembro e que deve ficar completo até ao final do primeiro semestre de 2015. 

Sugerir correcção