Francisco Osório/Flickr
Foto
Francisco Osório/Flickr

Programa MIT Portugal oferece 40 bolsas de doutoramento

O valor mensal da bolsa varia entre os 980 e 1710 euros. Inscrições até 15 de Abril

O programa MIT Portugal vai oferecer 40 bolsas de doutoramento para o ano lectivo de 2014/15, distribuídas por quatro áreas dos sistemas de engenharia: Bioengenharia, Líderes para Indústrias Tecnológicas, Sistemas Sustentáveis de Energia e Sistemas de Transportes. Os candidatos à bolsa podem inscrever-se online até às 17h de 15 de Abril.

 

As bolsas são financiadas pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, em parceria com o programa MIT Portugal, e o valor-base mensal de cada bolsa é de 980 euros em Portugal e de 1710 euros no exterior, já que existe a possibilidade de passar parte do projecto no Massachusetts Institute of Technology (MIT).

 

Quem se pode candidatar a estas bolsas? Cidadãos nacionais, ou de outros estados-membros da União Europeia (com residência permanente em Portugal), que tenham licenciatura ou mestrado nas áreas designadas pelo Programa MIT Portugal. Entre os parâmetros de avaliação dos bolseiros estão o mérito e a motivação (os candidatos têm de enviar uma carta de motivação). O domínio do inglês é também um critério de desempate: dá-se preferência aos candidatos que tiverem bons resultados no GRE General Test.

 

Um candidato a esta bolsa pode ter um percurso académico diversificado, mas independentemente da área que pretenda escolher existem critérios que o MIT Portugal privilegia. São fortes candidatos “pessoas que tenham facilidade de trabalho em ambientes multidisciplinares, com espírito de iniciativa e que possam no futuro contribuir para a dinamização do desenvolvimento económico e social em Portugal, quer através de projectos de investigação ou criação/ integração em empresas de base científico-tecnológicas”, explicou ao P3 Sílvia Castro, directora de comunicação do Programa MIT Portugal.

 

O Programa MIT Portugal resulta de uma colaboração entre Universidades, centros de investigação Portugueses, empresas e o Massachusetts Institute of Technology (MIT). As candidaturas têm aumentado ano após ano. Em 2013, foram 358 as candidaturas ao Programa MIT Portugal, 120 das quais de alunos estrangeiros.

 

O plano curricular de cada programa de doutoramento é pensado pelo corpo docente, constituído por professores das universidades portuguesas que fazem parte do consórcio (Universidade do Minho, Universidade do Porto, Universidade de Coimbra, Universidade Nova Lisboa, Universidade de Lisboa) e por professores de diferentes escolas do MIT.

 

Sílvia Castro explicou ao P3 como costuma funcionar o programa: “Durante o primeiro ano curricular de doutoramento, os alunos inscrevem-se numa das universidades portuguesas que fazem parte do consórcio, ficam familiarizados com as áreas de investigação de cada um dos programa e desenham um plano de tese para os próximos três anos, idealmente sob a supervisão dum Investigador numa instituição portuguesa e um investigador no MIT.”

 

O projecto pode funcionar em parte nos Estados Unidos, conforme o plano de trabalho de cada bolseiro. “Os estudantes têm a oportunidade de realizar parte do projeto de investigação no MIT ao abrigo dos programas de doutoramento, passando no MIT um período de um ano”, afirma Sílvia Castro ao P3.