Rio Ave é o primeiro finalista da Taça da Liga 2013-14

Vila-condenses venceram por 2-1 o Sp. Braga, que jogou mais de 45 minutos em inferioridade numérica.

Foto
DR

Há já uma certeza relativamente à final da Taça da Liga de 2014: vai ter um novo protagonista. O Rio Ave apurou-se pela primeira vez para o jogo decisivo da prova, graças a um triunfo por 2-1 sobre o Sp. Braga, em Vila do Conde. Agora, terá de aguardar pelo fim do processo que envolve o FC Porto e o Sporting para conhecer o próximo adversário.

A época está a correr bem ao Rio Ave, especialmente nas provas a eliminar. À presença nas meias-finais da Taça de Portugal, a equipa orientada por Nuno Espírito Santo juntou nesta quinta-feira uma final, a primeira do currículo, na Taça da Liga. Num jogo polémico, os vila-condenses tiveram em Braga a figura maior.

O momento que agitou as hostes (e que gerou duras críticas dos visitantes à arbitragem) aconteceu aos 40'. Braga fugiu em grande velocidade rumo à baliza contrária, Aderlan Santos foi na perseguição e o avançado acabou por cair já dentro da área. Ficaram muitas dúvidas sobre a infracção e mais ainda sobre o local onde, a ter existido, terá ocorrido. Olegário Benquerença apontou para a marca de grande penalidade e Hassan inaugurou o marcador.

Foi um rude golpe para as aspirações do Sp. Braga. Para além de ficar em desvantagem no marcador, ficava também em inferioridade numérica, por expulsão de Aderlan Santos. Ainda assim, respondeu com prontidão e eficácia. Na marcação de um livre directo, Rusescu ainda atirou ao poste e, na recarga, Custódio fez o empate (45+1').

Mas as contas continuavam desequilibradas e, num terreno em muito mau estado, que exigia muito mais esforço dos protagonistas, a vantagem do Rio Ave acentuava-se. Ukra ia pondo a cabeça em água ao jovem lateral Núrio e Braga era um perigo constante à espreita nas costas dos centrais (no fim da primeira parte, Sasso juntou-se a Nuno André Coelho no eixo da defesa).

E seria precisamente o avançado dos vila-condenses a resolver a partida, num lance que começou em Ukra, teve um desvio de cabeça pelo meio e terminou com um grande remate cruzado, sem deixar a bola tocar no solo. Pontapé de primeira de Braga, 2-1 para o Rio Ave, aos 69'.

Nos últimos minutos, o Sp. Braga arriscou quanto pôde, apostando mais no jogo directo, mas sem conseguir importunar o guarda-redes Ederson. Estava encontrado o primeiro finalista da Taça da Liga. O segundo sairá do encontro entre o Benfica e o FC Porto ou Sporting, conforme a decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.