Edifício AXA vai manter actividade cultural por mais um ano

Prédio de sete pisos devia funcionar como casa das artes até ao final deste ano, mas vai manter a actividade até 31 de Dezembro de 2014.

Foto
O edifício tem sido palco de várias actividades culturais Paulo Pimenta

O projecto 1.ª Avenida – Dinamização Económica e Social da Baixa do Porto, que tem ocupado o Edifício AXA, na Avenida dos Aliados, com diversas actividades culturais, vai manter-se naquele espaço até ao final de 2014 – um ano mais do que o que estava protocolado entre a Câmara do Porto e a Companhia AXA. A proposta do presidente Rui Moreira para que seja aprovado o aditamento ao protocolo de apoio mecenático, que prorroga a vigência do documento, deverá ser aprovada na reunião do executivo da próxima terça-feira.

Na proposta que irá levar à reunião pública da câmara, e a que o PÚBLICO teve acesso, Rui Moreira defende: “O projecto 1.ª Avenida tem registado o reconhecimento público e a intervenção da comunidade em que se insere, o que veio reforçar os objectivos inicialmente definidos ao nível da atracção de investimento para a reabilitação e revitalização e ainda no reforço da cidadania e do sentido de pertença dos cidadãos, o que implicará uma prorrogação das acções a promover pelas entidades envolvidas, e muito concretamente pela CMPL – Porto Lazer – Empresa de Desporto e Lazer do Município do Porto EM”.

O edifício foi cedido pela AXA para que aí se pudesse instalar o 1.ª Avenida – projecto que, num primeiro momento, entre Outubro de 2012 e Fevereiro de 2013, se situou num outro prédio devoluto da avenida, o antigo edifício do Montepio. No AXA desde Abril último, o projecto cultural deveria manter-se até ao final deste ano, mas o município e a companhia de seguros decidiram prolongar-lhe a vida, naquela local, até 31 de Dezembro de 2014.

Além das razões já referidas, a proposta assinada por Rui Moreira refere ainda que o Edifício AXA “tornou-se o espaço, por excelência, para a realização de acções e eventos de animação, debates e mostras das mais diferentes áreas culturais e artísticas”. Além disso, acrescenta o documento: “O investimento realizado no edifício (através de parcerias com entidades privadas) permitiu dotar o espaço de condições únicas, nomeadamente para a realização de residências artísticas, exposições e palcos para artes performativas”, pelo que “tem já um papel importante na agenda cultural da cidade, sendo um ponto de cruzamento de entidades culturais e diversos públicos”.

O Edifício AXA tem sete pisos e mais de 50 salas dedicadas às mais diversas áreas culturais – teatro, dança, arte pública, pintura, arquitectura, cinema, fotografia... Nos mais de 4500 metros quadrados do prédio é possível encontrar um bar e uma biblioteca, salas para exposições, estúdios de criação e espaços para concertos. A escola profissional Balleteatro está instalada no quinto piso.

As actividades que decorrem no Edifício AXA são gratuitas e, por mais do que uma vez, saltaram para o exterior, ocupando parte da Avenida dos Aliados. A inauguração do edifício, por exemplo, ficou marcada pelo Concerto Vertical da Banda Sinfónica Portuguesa, com os músicos à janela e o maestro a dirigi-los a partir de uma escada dos bombeiros montada na avenida.