Seguro apela aos socialistas do Porto que se unam à volta de Pizarro

Secretário-geral socialista fez uma arruada em Santa Catarina com Manuel Pizarro.

O secretário-geral do PS, António José Seguro, fez esta quinta-feira um apelo a “toda a família socialista do Porto” para que vote em Manuel Pizarro nas eleições autárquicas, ”porque ele é o candidato melhor preparado e mais competente para governar a Câmara do Porto”.

“Quero fazer um apelo a todos os socialistas do concelho do Porto para não se enganarem nestas eleições. O voto é no PS”, vincou António José Seguro, salientando que “nestas eleições é preciso mobilizar toda a família socialista do Porto para dar força ao PS e para eleger Manuel Pizarro presidente da Câmara do Porto”.

Depois do apelo, veio um pedido. Ao lado do candidato do PS numa arruada na Rua de Santa Catarina, Seguro pediu aos portuenses para que no dia 29 de Setembro dêem uma “oportunidade” a Manuel Pizarro, que será também uma “oportunidade para o futuro do Porto e para o futuro do concelho”.

“A vida pública está cheia de vencedores de sondagens e de derrotados na noite das eleições”, avisou o secretário-geral, numa alusão às sondagens que dão Luís Filipe Menezes à frente nas intenções de voto. Puxando pelo orgulho do Porto e pelos valores da cidade, Manuel Pizarro, que foi bem acolhido em Santa Catarina, avisava que “estas eleições são absolutamente decisivas para o país e só uma vitória socialista no Porto ajudará a uma grande mudança política que é urgente”.

O candidato não esqueceu nem “os reformados, a quem o PSD e o CDS querem roubar uma parte das reformas”, nem os empresários de cafetaria e da restauração, que “precisam urgentemente de uma redução do IVA de 23 para 13% para quebrar a perda de emprego nesse sector, num país que já tem tantos e tantos desempregados”.

Vestindo um fato em tons de azul e com um enorme à-vontade, Pizarro continuou nas críticas ao Governo e ao candidato do PSD. “Nós fazemos campanha de cara aberta com os nossos símbolos e com os nossos valores. Nós não fazemos como a campanha da direita onde o presidente do PSD anda escondido e o do CDS anda submerso”.

No final da arruada, Pizarro e o seu número dois da lista para a Câmara do Porto, Manuel Correia Fernandes, actual vereador sem pelouros, aproveitaram para visitar o Mercado do Bolhão onde ouviram muitas queixas, mas também muitos elogios e agradecimentos. E os elogios tinham um destinatário: Manuel Correia Fernandes.

“Este senhor salvou o Bolhão!”, atirou logo à entrada uma vendedora de legumes. Mais à frente, Emília Santos, outra vendedora afirmava, dirigindo-se ao número dois da lista socialista: “Este senhor andou sempre connosco para que o Bolhão não fechasse.”

Perante as queixas e os desabafos dos vendedores, Pizarro deixou uma certeza, caso seja eleito presidente: “Faltam apenas poucas semanas para começarem as obras no Bolhão, que se manterá como um mercado de frescos.”