Caso do blogue “Esposas de Viseu” remetido para o Ministério Público

Site que divulgava matrículas de carros com destino à Quinta do Grilo, o "bairro vermelho" de Viseu, deixou de estar disponível na terça-feira.

A PSP de Viseu recebeu queixas de pessoas mencionadas na lista, acusando os autores de violação de privacidade
Foto
A PSP de Viseu recebeu queixas de pessoas mencionadas na lista, acusando os autores de violação de privacidade adriano miranda

A investigação da autoria do blogue “Esposas de Viseu” foi remetida para o Ministério Público, depois de a PSP de Viseu ter recebido queixas de pessoas cujas matrículas das respectivas viaturas foram expostas na página. Os visados acusam os autores de violação de privacidade.

Fonte oficial da Procuradoria-Geral da República disse ao PÚBLICO que o inquérito ainda está pendente e deverá seguir a “tramitação habitual”. O site deixou de estar disponível na terça-feira.

A página, que estava online desde 9 de Abril, continha uma lista com mais de 240 matrículas e viaturas de pessoas que recorriam ao serviço de prostitutas nas Quintas do Grilo e do Galo, em Viseu.

Os autores, anónimos, informavam que o blogue tinha o objectivo de dar a conhecer “quem são os homens porcos de Viseu que enganam as conterrâneas”. A divulgação destes dados levantou, desde logo, questões legais sobre a privacidade dos visados.

O caso ficou mais conhecido no início do ano, depois de os moradores terem promovido vários abaixo-assinados e terem apresentado queixas à PSP. A zona ficou conhecida como o “bairro vermelho” de Viseu porque as prostitutas se exibem nas janelas dos andares onde moram e recebem os clientes.