A derrota do Barcelona na imprensa espanhola: "Pesadelo"

Os jornais de Espanha já falam em "fim de ciclo" para a formação catalã.

"O Barça não esteve à altura da sua lenda"
Foto
"O Barça não esteve à altura da sua lenda" PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP

“Derrota histórica” (Marca), “A noite mais triste” (Sport), “Pesadelo” (Mundo Deportivo). A imprensa espanhola desta quarta-feira a derrota pesada do Barcelona frente ao Bayern (4-0) no jogo da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

Os comentários dos jornais espanhóis também soam a necrologia sobre a morte do estilo de jogo da equipa catalã. “A melhor equipa europeia foi uma sombra de si mesmo e fracassou perante um Bayern que enlouqueceu”, escreve a Marca. O AS fala mesmo de um “fim de ciclo”, olhando para esta derrota como o fim do grande Barça de Messi e companhia.

“Todas as grandes equipas estão condenadas a desaparecer um dia com uma grande derrota […]. O Barça encontrou ontem um Bayern que garantiu como um furacão o seu lugar em Wembley”, observa o AS.

Mas os jornais da Catalunha não são mais brandos com os homens de Tito Vilanova. “O Barça não esteve à altura da sua lenda, do seu percurso dos últimos anos”, escreve o Sport.

O El Mundo Deportivo partilha do diagnóstico dos outros e critica também a gestão de Vilanova, que apenas fez uma substituição durante o jogo. “Heynckes ganhou o combate táctico a Vilanova, que apenas fez entrar Villa por Pedro aos 83’”, escreve o jornal catalão, que insiste ainda na ocorrência de vários erros de arbitragem, mas que estes não servem de desculpa: “Mesmo a arbitragem desastrosa de Victor Kassai, que validou três golos ilegais, não absolve o Barcelona”

O generalista El País vê semelhanças entre esta derrota em Munique e a que ocorreu na final da Liga dos Campeões em 1994 frente ao AC Milan, que ditou o fim do “Dream Team” de Johan Cruyff. Com o título “Mais próximo de Atenas que de Wembley”, o El País escreve o seguinte: “O Barça sonhava estar em Wembley, quando o Bayern o recambiou para Atenas, onde os blaugrana perderam por 4-0 com o Milan.”

Sugerir correcção