Ricardo Rodrigues candidata-se a presidente da Câmara de Vila Franca, nos Açores

Deputado renunciará ao mandato se ganhar na sua terra natal, a cuja assembleia municipal preside.

Ricardo Rodrigues em Maio no Campus da Justiça de Lisboa, onde foi julgado por furto de gravadores a jornalistas da "Sábado"
Foto
Ricardo Rodrigues Miguel Manso

O deputado Ricardo Rodrigues vai apresentar sábado a sua candidatura à presidência da Câmara Municipal de Vila Franca do Campo, nos Açores.

“Se ganhar, renunciarei ao mandato na Assembleia da República”, revelou Ricardo Rodrigues ao PÚBLICO, confirmando a sua candidatura. “É meu dever patriótico regressar a casa e dar um contributo aos meus concidadãos nesta conjuntura extremamente difícil”, justificou o actual presidente da assembleia municipal deste pequeno concelho na ilha de São Miguel, com 11 mil habitantes distribuídos por seis freguesias.

Ricardo Rodrigues candidata-se ao lugar presentemente ocupado pelo médico António Cordeiro que assumiu não se recandidatar. Numa carta aberta aos vilafranquenses, este autarca traçou um cenário financeiro difícil do município, que é visto como um desafio para o candidato socialista à sucessão.

Licenciado em Direito, Rodrigues foi secretário do Ambiente e da Agricultura e Pescas no governo regional dos Açores, pasta em que foi substituído em Dezembro de 2003 por Vasco Cordeiro, actual chefe do executivo açoriano. Eleito deputado à Assembleia da República em 2005, é actualmente o coordenador do PS na comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias.

Nas próximas eleições autárquicas, Ricardo Rodrigues vai enfrentar o social-democrata Rui Melo, antigo presidente da Câmara Municipal de Vila Franca entre 1997 e 2009 e deputado da Assembleia Legislativa dos Açores entre 1988 e 1996. Recentemente eleito presidente da comissão concelhia do PSD, ocupava o lugar de vereador sem pelouro na autarquia liderada pelo socialista António Cordeiro.