No Dia Internacional dos Monumentos faz-se a festa com entradas grátis e programas especiais

São 490 actividades, espalhadas por todo o país. O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios é para todos e por isso hoje as visitas são gratuitas

O Palácio da Pena, em Sintra, propõe uma visita guiada temática de passagem por pontos-chave do palácio
Foto
O Palácio da Pena, em Sintra, propõe uma visita guiada temática de passagem por pontos-chave do palácio Rui Gaudêncio

Passeios temáticos, visitas guiadas, espectáculos, concertos, exposições e workshops são algumas das propostas da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) para esta quinta-feira. É que não é um dia qualquer mas sim o Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios. Nenhum distrito ficou de fora.

Há actividades para todas as idades e para todos os interesses. O dia é para ser celebrado por todos, profissionais e público em geral, mas vão ser as crianças as grandes privilegiadas. Das 490 actividades planeadas, distribuídas por 170 concelhos, grande parte foi pensada para um público escolar. A ideia é despertar a atenção dos mais novos para o património português, em todas as suas vertentes.

Para os mais velhos que queiram aproveitar o dia para conhecer a entrada é gratuita em todos os espaços da DGPC (palácios, mosteiros e museus), com excepção apenas do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, que acolhe a exposição da artista plástica portuguesa Joana Vasconcelos. Ao todo são 298 as entidades públicas e privadas que apoiam esta iniciativa.

Assim, durante o dia de quinta-feira será possível, por exemplo, descobrir o património do Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa, e aproveitando que se está no Mosteiro dos Jerónimos assistir à peça Navegar – Camões, Pessoa e o V Império, pela Companhia de Teatro Éter. Do outro lado, junto ao rio, o Padrão dos Descobrimentos terá também percursos orientados e fechará mais tarde do que o habitual - às 22h.

Ainda em Lisboa poder-se-á visitar o Castelo de São Jorge e participar num workshop ou numa oficina pedagógica, e ainda caminhar do Rossio à Praça do Comércio num percurso orientado.

A Assembleia da República também abre as portas, oferecendo duas visitas temáticas: uma centrada no parlamento e outra focada no património histórico do edifício. A Biblioteca Nacional propõe uma viagem ao seu interior, mostrando o que habitualmente os leitores não podem ver.

Para quem quiser prolongar o Dia Internacional dos Monumentos e dos Sítios até ao fim-de-semana, o Fórum Cidadania lx propõe uma visita “ao grande paradigma do Urbanismo do Movimento Moderno em território nacional”, que é o Bairro de Alvalade.

Em Sintra, acontece a grande reabertura do Chalet e o Jardim da Condessa d'Edla, cujo projecto de restauro venceu recentemente o Prémio Europa Nostra. A reabertura marca o fim de quatro anos de recuperação do espaço, assim como a abertura ao público da zona envolvente (o jardim), cujo acesso foi proibido após o temporal de Janeiro que provocou quedas de árvores e a destruição da Casa do Guarda.

O Palácio da Pena também faz parte do programa e propõe uma visita guiada temática com passagem por pontos-chave do edifício que propõem uma reflexão sobre a identidade portuguesa.

Mais a norte, no Porto, Serralves tem várias actividades preparadas, entre as quais se destaca uma visita aos espaços arquitectónicos da fundação. A obra de Álvaro Siza é o ponto de partida para uma experiência que relaciona a arquitectura do Museu com a arquitectura da Casa de Serralves, desvendando um pouco da história do lugar. À noite, às 21h30, Serralves convida o público a passear pelos seus jardins.

Visitar o Museu Nacional de Soares dos Reis, no Palácio dos Carrancas, também será diferente neste dia, uma vez que a proposta é que as pessoas descubram livremente o museu com o apoio de imagens e de um roteiro interactivo.

Em Coimbra, a Universidade acolhe o Encontro Património da Educação e Identidade e à noite vai-se ouvir fado no Museu Municipal. A baixa da cidade vai ainda ser animada com com grupos folclóricos e recriações de jogos tradicionais.

Há museus que vão ainda recriar diferentes actividades tradicionais como a produção de pão, a confecção de vestuário, rendas, bordados e acessórios à época, assim como o processo de manufactura de cerâmica ou a plantação de ervas aromáticas.

O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi instituído em 1982 pelo ICOMOS, uma associação de profissionais da conservação do património, e aprovado pela Unesco no ano seguinte.

No site da DGPC é possível ter acesso ao programa detalhado de todas as actividades, nas ilhas e em Portugal continental. Quem estiver interessado, pode ainda pesquisar por concelho ou por tipo de actividade.

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações