Dominick Reuter/Reuters
Foto
Dominick Reuter/Reuters

Estudantes de Boston: “Nós decidimos quando é que a nossa maratona termina”

Universitários organizam caminhada para "recordar" e "honrar" todos os que foram afectados pelo atentado de segunda-feira e, por isso, não conseguiram terminar a maratona

Nem todos os participantes conseguiram terminar a maratona de Boston na segunda-feira, 15 de Abril, alvo de um ataque bombista, ainda de origem desconhecida, que provocou três mortos e mais de uma centena de feridos. Por isso, os estudantes universitários estão a organizar uma caminhada para quem não concluiu o percurso. O mote: "Nós decidimos quando é que a nossa maratona termina." O objectivo: "recordar", "honrar", apoiar. No fundo, não baixar os braços.

De acordo com a Boston Athletic Association, dos 23 336 corredores que começaram a corrida, cerca de 5700 não cruzaram a meta. As duas bombas, feitas de panelas de pressão e rolamentos, separadas por 90 metros junto à linha de chegada, explodiram hora e meia depois de os principais atletas terem cortado a meta. Restavam, sobretudo, amadores.

Para dar a todos a possibilidade de terminarem a corrida, Dani Cole e Michael Padulsky, dois estudantes da Universidade de Boston, criaram no Facebook o evento "Boston Marathon: The Last 5", que já conta com mais de 16 mil confirmações. Trata-se de uma caminhada entre a universidade e o centro de Boston para "recordar" e "honrar" todos os que foram afectados pelo incidente, como se pode ler na descrição. "Por todos os que não chegaram ao fim, por todos os que foram feridos, por todos os que perderam as vidas. (...) Vamos caminhar para mostrar que nós decidimos quando é que a nossa maratona termina."

Inicialmente marcada para a tarde de sexta-feira, a caminhada foi entretanto adiada depois de conversas com as entidades oficiais. A organização anunciou que, tendo em conta o "impacto" e o "efeito" da "tragédia" na cidade e nas forças públicas de segurança, realizar esta caminhada a 19 de Abril iria sobrecarregar os "já exaustos" recursos humanos. Avisa-se ainda que mais informações serão dadas em breve. Entretanto já há mais caminhadas e corridas marcadas e muitas outras iniciativas de solidariedade e apoio.