Camelo oferecido a Hollande comido pelos seus guardiões

O Presidente da República francês, François Hollande, recebeu o camelo em Fevereiro, durante uma visita ao Mali.

Católios, muçulmanos, ortodoxos, protestantes... todos contra Hollande
Foto
Católios, muçulmanos, ortodoxos, protestantes... todos contra Hollande PASCAL PAVANI/AFP

Podia ser uma brincadeira, mas não é. O camelo bebé de Hollande foi comido pela família que estava responsável por cuidar dele.

A notícia foi dada pelas autoridades do Mali, que já mostraram intenções de oferecer outro camelo ao Presidente francês.

“Assim que ouvimos isto, substituímo-lo rapidamente por um camelo maior e mais bem-parecido”, disse à Reuters um membro do Governo do Mali, que pediu para não ser identificado por não estar autorizado a fazer declarações à comunicação social.

“O novo camelo vai ser enviado para Paris. Estamos envergonhados com o que aconteceu ao camelo. Era um presente que não merecia este destino”, concluiu.

O animal foi oferecido em Fevereiro, durante uma visita de Hollande ao país, como símbolo de agradecimento pela ajuda francesa na libertação de Tombuctu, uma cidade do país, dos rebeldes islamitas.

François Hollande recebeu o animal em tom de brincadeira, dizendo que o iria utilizar nas horas de maior congestão do tráfego em Paris, mas acabou por o deixar ao cuidado de uma família do Mali. Não entendendo o significado do animal, a família matou-o e transformou-o em tagine, um prato muito apreciado no local.

“As notícias chegaram-nos de soldados no local”, disse um membro do Governo francês à Reuters.