Fidel sobre Chávez: “Morreu o melhor amigo que o povo cubano teve"

Líder cubano escreveu no jornal Granma sobre o Presidente venezuelano.

Foto
Fidel e Chávez numa foto de 2011 AFP/Arquivo

Fidel Castro elogiou Hugo Chávez, que descreveu como o campeão dos pobres, e disse que os cubanos perderem o seu melhor amigo de sempre. Foram os primeiros comentários do líder cubano sobre a morte, na semana passada, do Presidente da Venezuela.

“Morreu o melhor amigo que o povo cubano teve na sua história”, escreveu Fidel Castro no Granma, o jornal do Partido Comunista. “Ainda que conhecêssemos o estado crítico da sua saúde, a notícia foi um duro golpe.”

“Tivemos a honra de partilhar com o líder bolivariano os mesmos ideais de justiça social e de apoio aos explorados. Os pobres são pobres em qualquer parte do mundo”,  escreveu também.

O texto, intitulado “Perdemos o nosso melhor amigo”, termina com a frase “Hasta la victoria siempre, inolvidable amigo!” ("Até à vitória sempre, inesquecível amigo!")

Castro, 86 anos, liderou a revolução cubana em 1959 e, apesar de retirado, é uma figura central do regime de que foi o número um durante quase cinco décadas. Durante a presidência de Chávez, os dois governos estreitaram laços.

A proximidade ideológica traduziu-se em ajuda económica. Segundo a Reuters, dois terços do petróleo consumido por Cuba é de origem venezuelana. Em troca, o Governo de Havana fornece serviços em áreas como a saúde.

Chávez foi tratado em Cuba do cancro que acabou por o vitimar, na terça-feira, aos 58 anos. No funeral, o Governo de Havana foi representado por Raúl Castro, irmão de Fidel.