Coligação de Merkel perde eleições na Baixa Saxónia

Social-democratas e Verdes elegeram mais um deputado do que conservadores da CDU e liberais.

Stephan Weil é o próximo líder do estado
Foto
Stephan Weil é o próximo líder do estado Kai Pfaffenbach/Reuters

O partido da chanceler Angela Merkel, CDU, e os seus aliados liberais perderam por escassa margem as eleições de domingo na Baixa Saxónia. A aliança entre social-democratas do SPD e Verdes conseguiu eleger mais um deputado do que a coligação que governava o estado.

Os resultados determinam o afastamento do governo regional chefiado por David McAllister (CDU), fortemente apoiado na campanha eleitoral por Merkel, que chefia a nível federal uma coligação com os liberais.

O candidato do SPD, Stephan Weil, anunciou disponibilidade para governar o estado.

As eleições, num estado com oito milhões de habitantes, o quarto em população, eram vistas como uma mini-eleição nacional e o último teste antes das eleições gerais de Setembro. Mas, ao contrário do que acontece a nível nacional, em que Merkel goza de grande popularidade, o SPD partiu com larga vantagem nas sondagens (13% à frente da conservadora CDU).

O SPD e os Verdes somaram 46,3% contra 45,9% da CDU e dos liberais do FDP. Estes últimos foram a grande supresa da eleição.

Os dados divulgados pelas agências noticiosas na noite de domingo atribuem 32,6% ao SPD (mais 2,3% do que em 2008) e 13,7% aos Verdes (mais 5,5%). No campo conservador-liberal a CDU de Merkel conseguiu cerca de 36% (menos 6,5%) e o FDP 9,9% (mais 1,7% do que nas eleições anteriores e o dobro do que indicavam as sondagens).

Os estudos de opinião deram durante muito tempo vantagem à aliança de esquerda, mas nas últimas semanas o bloco conservador conseguiu reduzir a desvantagem. A proximade de resultados prolongou o apuramento de resultados durante horas.