Roboy, um humanóide para ajudar os humanos

Com 1,20 metros de altura, o Roboy “será o robô com tendões comandados mais moderno do mundo”. Chega em 2013

Foto
DR

Chama-se Roboy e é a mais recente criação do Laboratório de Inteligência Artificial da Universidade de Zurique. Trata-se de um robô com 1,20 metros de altura que terá a aparência de uma criança e vai ajudar as pessoas nas suas tarefas diárias. O seu “nascimento” está previsto para 8 de Março de 2013, mas para consegui-lo a equipa de investigação está a aceitar doações monetárias.

Os mecanismos que compõem a sua estrutura são a grande vantagem deste Roboy. Falamos de músculos, ossos, articulações e tendões artificiais que fazem com que este robô consiga movimentar-se de forma natural à semelhança dos seres humanos.

Estas características foram pensadas ao pormenor pelo Laboratório de Inteligência Artificial da Universidade de Zurique, que teve como objectivo fazer do Roboy “o robô com tendões comandados mais moderno do mundo”. 

Foto
A construção do Roboy foi iniciada em Junho de 2012 DR

No futuro o Roboy poderá ser coberto com uma pele artificial para esconder os seus mecanismos internos e ter uma aparência externa mais humana.

Foto
A equipa de investigação responsável pela construção do Roboy inclui mais de 40 engenheiros DR

O projecto marca o início de uma nova geração de robôs com aparência humana que poderão ajudar todas as pessoas, sobretudo as mais idosas, contribuindo para que tenham uma vida mais autónoma e independente.

A construção do Roboy foi iniciada em Junho de 2012 e o robô será apresentado pela primeira vez em Março de 2013 no evento “Robots on Tour”, em Zurique, que coincide com o 25º aniversário do Laboratório de Inteligência Artificial da Universidade de Zurique.

Neste momento, a equipa de investigação, composta por mais de 40 engenheiros, está a aceitar donativos que podem ir desde os 25 aos 50 mil francos suíços. Os que contribuírem poderão decidir qual a imagem e algumas funcionalidades extras que o futuro Roboy terá para além das já definidas.