Jorge Jesus: “Vamos encarar o Barcelona com a mesma táctica de sempre”

Jorge Jesus acredita no apuramento para os oitavos-de-final
Foto
Jorge Jesus acredita no apuramento para os oitavos-de-final Miguel Riopa/AFP

O treinador do Benfica mostrou-se confiante em relação ao encontro da última jornada do Grupo G, no terreno do Barcelona.

Jorge Jesus, treinador do Benfica: “Fizemos um bom jogo, dentro daquilo que a equipa tem vindo a fazer. O Celtic voltou a ter sorte no jogo.”

“Sabíamos onde eles são fortes. Falhou o bloqueio, é uma bola na pequena área e o Artur foi apanhado de surpresa.”

“Na minha opinião, o Spartak é mais forte do que o Celtic.”

“Vamos encarar o Barcelona com a mesma táctica de sempre. Quem trabalha há quatro anos com uma ideia de jogo não vai mudar. O futebol não é meter 11 jogadores dentro de campo. O futebol tem uma especificidade hoje em dia, que depende do treino. Não vamos mudar de um momento para o outro seja aquilo que for.”

“O Barcelona é a melhor equipa do mundo. É verdade que há um que faz a diferença e que sem esse o Barça não é tão forte. O que eu sei é que se tivesse uma vantagem na ‘Champions’ e já estivesse apurado, faria a gestão e defenderia a primeira posição.”

Garay: “Sabíamos que era um jogo muito difícil e a importância de ganhar. Não foi fácil, creio que o triunfo é merecido.”

“É sempre bonito fazer um golo e ainda mais para decidir. Estou muito contente. A equipa tem de seguir este caminho.”

“Sabemos que vai ser complicado, porque é o Barcelona, mas nós estamos com um nível importante, podemos fazer um bom jogo e conseguir um bom resultado.”

Salvio: “A verdade é que foi um jogo muito importante, vamos muito contentes com o resultado e fizemos um grande trabalho.”

“Vamos a Barcelona à procura do resultado e esperamos seguir nesta competição.”

“Estamos muito confiantes, estamos mais fortes, vamos tentar fazer um grande jogo.”

Ola John: “Todos os jogos são difíceis, sobretudo com uma equipa britânica. O Celtic defende bem.”

“Temos de jogar como jogamos sempre. Tudo pode acontecer no futebol. Podemos ver o exemplo do Celtic, mas temos de olhar para nós e fazer o nosso melhor.”