Torne-se perito

Celtic quer honrar história dos “Leões de Lisboa” frente ao Benfica

Neil Lennon recusa jogar à defesa na Luz
Foto
Neil Lennon recusa jogar à defesa na Luz Ian Macnicol/AFP

O treinador do Celtic diz que a equipa vai inspirar-se na conquista, em Lisboa, da Taça dos Campeões Europeus em 1967, para vencer o Benfica e apurar-se para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

Em conferência de imprensa de antevisão do encontro de terça-feira, da quinta jornada do Grupo G, o treinador dos “católicos” assumiu que vai tentar incutir na sua equipa o “espírito” dos “Leões de Lisboa”, que há 45 anos levantaram o troféu no Estádio Nacional.

“Trouxemos a taça connosco. É uma altura muito especial para este clube e amanhã [terça-feira], antes de ir para o jogo, vamos visitar o estádio onde o Celtic venceu a final e tentar inspirar os jogadores”, afirmou Neil Lennon.

Com esse “pensamento”, o antigo médio da Irlanda da Norte, agora técnico do Celtic, quer carimbar a qualificação no Estádio da Luz e colocar pela terceira vez na sua história o clube escocês nos “oitavos” da nova Liga dos Campeões. “Não vou colocar a equipa com uma táctica defensiva. Não gosto disso e não podemos deixar tudo para a última jornada, porque tudo pode acontecer. Temos que defender, claro, mas também vamos atacar e também vamos querer ganhar”, referiu.

Para Neil Lennon, o encontro frente ao Benfica vai ser “duro ou até mais duro” do que os confrontos que os “católicos” protagonizaram frente ao Barcelona. “O Benfica é uma equipa formidável. Estão muito bem no campeonato português e estiveram muito bem na última jornada frente ao Spartak Moscovo [2-0]”, disse o treinador, de 41 anos, que vive a sua primeira experiência na Liga dos Campeões.

Apesar de o Celtic, actual líder do campeonato escocês, se apresentar em Lisboa com alguns jogadores com problemas físicos, Lennon garantiu que a equipa está “muito confiante” para defrontar um Benfica que tem “excelentes futebolistas”. “O Matic tem sido muito importante. O defesa esquerdo, o Melgarejo, também me tem impressionado e o Cardozo e o Lima na frente são avançados de classe mundial. É uma equipa compacta e experiente. Vão também estar ainda mais motivados com o regresso do Luisão”, alertou.

Por seu lado, o lateral Adam Matthews, que foi considerado um dos melhores jogadores em campo no surpreendente triunfo do Celtic sobre o Barcelona (2-1), lembrou que o Benfica tem “um grande equipa” e tem vindo a melhorar desde o arranque do grupo. “Foi muito duro o jogo em nossa casa [0-0] e eles agora estão melhores. Têm crescido como equipa, mas nós não vamos jogar para o empate. Vamos jogar para ganhar e é essa a nossa mentalidade”, disse o futebolista galês.

O defesa, de 20 anos, apontou ainda o paraguaio Óscar Cardozo como a principal ameaça dos “encarnados” e abordou também a Taça dos Campeões Europeus conquistada em 1967. “É um sítio especial para o Celtic, todos os jogadores sabem disso e nós também queremos fazer história aqui”, frisou Matthews.

O encontro está agendado para as 19h45 (TVI), no Estádio da Luz, e terá arbitragem do húngaro Viktor Kassai

Notícia corrigida às 15h59 de dia 20-11-2012. Onde se lia 35 anos passa a ler-se 45 anos
Sugerir correcção