A Nossa Forma de Vida”, de Pedro Filipe Marques
Foto
A Nossa Forma de Vida”, de Pedro Filipe Marques

“A Nossa Forma de Vida” é o grande vencedor do Caminhos

A melhor longa-metragem do Festival Caminhos do Cinema Português, que se realiza em Coimbra, foi “Florbela”, de Vicente Alves do Ó

A vida de Armando e de Maria Fernando, marido e mulher, no oitavo andar de um prédio no Porto. Essa vida valeu mais distinções ao filme “A Nossa Forma de Vida”, de Pedro Filipe Marques.

O filme é o grande vencedor da XIX edição do festival Caminhos do Cinema Português, com o Grande Prémio do Festival, o Prémio D. Quijote, atribuído pela International Federation of Film Societies (IFFS), e prémio para o Melhor Realizador.

O júri IFFS entregou ainda uma menção honrosa a “Complexo - Universo Paralelo”, de Mário Patrocínio, uma aventura através de drogas, armas e regras de favela dentro do Complexo do Alemão.

PÚBLICO -
Foto
“Complexo - Universo Paralelo”, de Mário Patrocínio

A entrega de galardões acontece ainda este domingo, pelas 22 horas, no Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra.

As restantes distinções

Melhor longa-metragem - “Florbela”, de Vicente Alves do Ó

Melhor curta-metragem - “Cerro Negro”, de João Salaviza

Melhor animação - “Fado do Homem Crescido”, de Pedro Brito

Melhor documentário – “Complexo - Universo Paralelo”, de Mário Patrocínio

Prémio revelação: “Outro Homem Qualquer”, de Luís Soares