Liga dos Campeões

José Peseiro: “Ganhar sem sofrer golos será muito bom”

O treinador do Sporting de Braga só pensa na vitória
Foto
O treinador do Sporting de Braga só pensa na vitória Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP

O treinador do Sporting de Braga pede aos jogadores uma vitória sem sofrer golos frente à Udinese, na primeira mão do “play-off” de acesso à fase de grupos da Champions.

“Ganhar sem sofrer golos será muito bom. Mas a eliminatória discute-se em 180 minutos e temos de estar sempre concentrados e determinados, porque um instante, um detalhe, pode ser decisivo”, apontou José Peseiro na conferência de imprensa de antevisão da partida. Sporting de Braga e Udinese defrontam-se no Minho na quarta-feira às 19h45 (TVI).

“O mais importante é não perdermos a nossa identidade”, acrescentou o técnico, mostrando estar consciente das dificuldades que espera a equipa minhota: “As equipas italianas são de uma grande eficácia, não se expõem muito e são boas a reduzir espaços e a pressionar. Para jogar contra uma equipa destas é preciso estar ao melhor nível, ter paciência, ponderação e preparar o ataque com critério. Temos de estar equilibrados quando perdermos a bola.”

Apesar disso, Peseiro considera que o Sporting de Braga tem de pensar única e exclusivamente na vitória. “Temos uma grande equipa e um passado recente extraordinário que nos obriga a pensar em ganhar à Udinese e estar na fase de grupos da Liga dos Campeões. É importante o Braga estar na Champions, por razões económicas”, vincou.

“A maior pressão que existe somos nós que a colocamos sobre nós próprios, devido à ambição que temos de ganhar”, acrescentou José Peseiro. O técnico desvalorizou ainda a derrota para a Udinese, na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, quando era treinador do Sporting (2005-06): “Isso foi há muito tempo e dá-me ambição para virar a história.”

Alan: “Di Natale é muito perigoso”

Também presente na conferência de imprensa esteve o avançado Alan, que foi o porta-voz da motivação bracarense para a partida: “Sabemos o valor do adversário. Temos de jogar com dinâmica, ambição e alegria. É um jogo importante e vamos fazer tudo para passar.”

“A Udinese é uma equipa muito táctica, que defende bem. Vamos tentar contrariar isso e provar que em casa somos fortes. Di Natale é muito perigoso, mas a equipa não vale só por ele”, acrescentou o futebolista brasileiro.

Alan descartou ainda qualquer nervosismo na equipa antes da entrada em acção na Liga dos Campeões: “Os jogadores estão habituados a este tipo de jogos. O ambiente no balneário está tranquilo, o grupo está alegre e unido, concentrado neste jogo. O objectivo é passar, independentemente de quem marcar os golos”, concluiu.

Sugerir correcção