Portugal derrota a Espanha e conquista o Algarve Sevens

Foto
Portugal venceu a prova no Estádio do Algarve DR

Depois de um primeiro dia de competição com exibições pouco convincentes, Portugal subiu muito de produção neste sábado. No jogo dos quartos-de-final contra a Itália, onde uma vitória garantia um lugar entre os cinco primeiros e o acesso ao Mundial 2013, os portugueses estiveram em excelente nível e ganharam por 28-7, tendo depois derrotado a Geórgia nas meias-finais (19-12) e a Espanha na partida decisiva do torneio (7-5).

Com a qualificação para o Campeonato do Mundo de sevens, que se vai disputar no próximo ano em Moscovo, Portugal termina da melhor maneira uma época onde sagrou-se vice-campeão europeu e garantiu um lugar de equipa residente do Circuito Mundial na temporada 2012-13. No torneio de qualificação para o Mundial 2013, disputado no Estádio do Algarve, Portugal precisava de terminar num dos cinco primeiros lugares, mas com um excelente último dia de competição superou todos os obstáculos até atingir a final do Algarve Sevens.

Depois de um primeiro dia tremido, onde os portugueses sofreram para conseguir um empate com a Itália e sentiram dificuldades para derrotar a Ucrânia, a selecção nacional não falhou no momento decisivo. E o primeiro jogo do dia acabou por ser o mais importante. Após terminar a fase de grupos com o terceiro melhor registo entre as 12 selecções em competição, Portugal reencontrou a Itália (sexto lugar no ranking da prova) nos quartos-de-final e ao contrário do que tinha acontecido na véspera, onde os portugueses embateram no “muro” defensivo transalpino, desta vez a partida foi dominada do princípio ao fim pelo conjunto treinado por Frederico Sousa.

Sem permitir que a Itália conseguisse contra-atacar, Portugal teve quase sempre a posse de bola e com pouco mais de um minuto decorrido chegou ao primeiro ensaio por Duarte Moreira. Perto do intervalo, com o segundo ensaio português, marcado por Diogo Miranda, o jogo ficou praticamente decidido com a vantagem nacional de 14-0. Apesar de estar a vencer por uma margem relativamente segura, Portugal manteve um ritmo elevado nos últimos sete minutos e construiu um triunfo dilatado. Com apenas 43 segundos no segundo tempo, o capitão Frederico Oliveira concluiu com sucesso uma excelente jogada de Adérito Esteves e aumentou para 21-0 e, pouco depois, Luís Sousa fez o quarto e último ensaio português: 28-0. Na última jogada da partida, Ruffolo reduziu a desvantagem italiana para os 28-7.

Com o principal objectivo já alcançado, Portugal defrontou nas meias-finais a Geórgia, a grande surpresa da competição. E mais uma vez a equipa nacional voltou a exibir-se em bom nível. O primeiro ensaio português foi alcançado logo no primeiro minuto, por Francisco Vieira de Almeida, e sem permitir qualquer reacção aos georgianos, Portugal voltou a marcar por Pedro Leal, a grande figura da selecção nacional, e chegou ao intervalo a vencer por 12-0.

No recomeço, apesar de o domínio continuar a ser português, a Geórgia chegou ao ensaio e encurtou a vantagem nacional para apenas cinco pontos (12-7). No entanto, Portugal reagiu de imediato e David Mateus fez o terceiro ensaio (19-7). Nos instantes finais, os georgianos reduziram para 19-12.

Com a vitória, Portugal apurou-se para a final onde defrontou a Espanha, equipa que chegou à última partida 100% vitoriosa. O jogo, com duas partes de 10 minutos, foi muito intenso e disputado até ao último segundo. A primeira parte terminou empatada a zero, um resultado que reflectia bem o equilíbrio entre os dois setes. No segundo tempo, Portugal conseguiu adiantar-se no minuto 14, quando Duarte Moreira aproveitou um passe de Pedro Leal para fugir à defesa espanhola e marcar o primeiro ensaio do jogo: 7-0. Com a partida a ser discutida palmo a palmo, uma placagem falhada na defesa portuguesa permitiu a Rodrigo Herédia marcar o ensaio da Espanha, mas a conversão foi falhada e Portugal manteve-se na frente, agora por apenas 7-5.

Nos instantes finais, os espanhóis ainda tentaram dar a volta ao resultado, mas os jogadores portugueses conseguiram defender bem e seguraram um suado triunfo que garantiu a Portugal a conquista do torneio da fase de qualificação europeia para o Mundial 2013.

Classificação final do Algarve Sevens

1. º - Portugal


2. º - Espanha


3. º - França


4. º - Geórgia


5. º - Escócia


6. º - Itália


7. º - Alemanha


8. º - Ucrânia


9. º - Roménia


10. º - Lituânia


11. º - Bélgica


12. º - Holanda