Futebol internacional

Barcelona apresentou lucros de 49 milhões

Sandro Rosell, presidente do Barcelona, com Tito Vilanova, o sucessor de Guardiola
Foto
Sandro Rosell, presidente do Barcelona, com Tito Vilanova, o sucessor de Guardiola Foto: Lluis Gene/AFP

O Barcelona encerrou a época futebolística de 2011-12 com 49 milhões de euros de lucro, apesar de ter falhado a conquista do campeonato e da Liga dos Campeões, sem receitas extraordinárias, como a venda de jogadores ou património.

O vice-presidente da área económica e estratégica do emblema catalão, Javier Faus, apresentou esta sexta-feira as contas da última temporada, na qual o “Barça” registou um valor de receitas histórico: 494,9 milhões de euros, mais 4,5 por cento do que em 2010-11.

As despesas do clube ascenderam a 441 milhões de euros, menos 31,5 que na época anterior, numa redução de 6,6 por cento.

Javier Faus destacou que o EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) permaneceu em 125,8 milhões de euros, enquanto a dívida foi reduzida em 30 milhões de euros, para cerca de 335 milhões de euros.

O responsável recordou que o “Barça” tinha registado perdas históricas em 2010-11 de nove milhões de euros, ressalvando que o lucro, também ele histórico, decorre, exclusivamente, da actividade ordinária do clube.

Sugerir correcção