Don Sammons, de 61 anos, o único habitante de Buford DR
Foto
Don Sammons, de 61 anos, o único habitante de Buford DR

Buford, a mais pequena cidade dos EUA está à venda

Buford, a mais pequena cidade norte-americana, onde vive apenas uma pessoa, vai ser leiloada esta quinta-feira na Internet por um preço base de cem mil dólares (75 mil euros)

Por trás da venda, publicitada como “uma oportunidade única para comprar uma povoação inteira”, está Don Sammons, de 61 anos, o único habitante de Buford e proprietário de uma estação de serviço, a única empresa a funcionar na cidade, localizada no estado de Wyoming.

Sammons, que se auto-designa presidente do município de Buford e que detém a cidade desde 1992, quer agora reformar-se e colocou à venda a sua propriedade, uma pequena loja, a bomba de gasolina e um posto de correios. Serão leiloados quatro hectares de terreno, uma casa, ferramentas, uma antiga cavalariça, um celeiro, um parque de estacionamento, uma garagem, cinco marcos de correio e uma torre de comunicações móveis.

A viver em Buford desde a década de 80, Don Sammons gere uma área de serviço que recebe mil clientes por dia. A cidade, que reclama o estatuto de mais pequeno município dos Estados Unidos, foi fundada em 1866 e chegou a ter 2000 habitantes, que trabalhavam essencialmente na construção da linha férrea.

A sua localização, a mais de 2.400 metros de altura, contribuiu para o seu despovoamento. O último habitante a abandonar a cidade, há quatro anos, foi o filho de Sammons. “Eu mudei-me para aqui com a minha família, para ter uma vida mais tranquila. Mas agora a família mudou. A minha mulher morreu. O meu filho saiu da cidade. A aventura está a chegar ao fim”, disse Sammons.

Micro-cidades e cidades fantasma

Buford não é, porém, a única micro-cidade à venda nos EUA. A localidade de Pray (Montana), onde vivem oito pessoas e 12 cães e que fica num vale pitoresco a cerca de 50 quilómetros do Parque Natural de Yellowstone, foi posta à venda no mês passado por 1,4 milhões de dólares (cerca de um milhão de euros).

A proprietária da cidade, Barbara Walker – cuja família do falecido marido comprou a localidade em 1953 – diz que a compra é um bom negócio: “Esta cidade não tem ordenanças, não tem convénios, não tem restrições. Os compradores podem aqui construir uma pocilga ou uma colónia para artistas”, disse. Se este argumento não colher, sabe-se igualmente que os actores Jeff Bridges, Dennis Quaid e Peter Fonda têm propriedades próximas desta localidade.

Já a cidade quase abandonada de Scenic (Dakota do Sul) foi comprada por uma igreja filipina, a Iglesia ni Cristo. O preço de venda ter-se-á cifrado, de acordo com um jornal regional, nos 525 mil euros. Para além destas pequenas cidades onde não vive praticamente ninguém, há igualmente centenas de cidades um pouco por todo os EUA que ficaram desertas nas últimas décadas – ou porque a actividade que lhes garantia a sobrevivência deixou de existir (muito comum, por exemplo, em cidades mineiras que deixaram de produzir) ou porque se deu alguma catástrofe natural (caso, por exemplo, da cidade de Times Beach, Missouri, que na década de 1980 foi palco da pior exposição civil a dioxinas, um composto orgânico altamente tóxico).