Futebol

UEFA multa FC Porto em 20 mil euros por insultos racistas frente ao City

Balotelli foi um dos jogadores visados
Foto
Balotelli foi um dos jogadores visados Foto: Francisco Leong/AFP

O Comité de Controlo e Disciplina da UEFA multou o FC Porto em 20 mil euros, por conduta racista dos adeptos portistas, no jogo frente ao Manchester City, dos 16 avos-de-final da Liga Europa.

A decisão foi confirmada pela UEFA ao PÚBLICO, numa nota do gabinete de imprensa, em que o organismo que gere o futebol europeu adianta que o clube português pode recorrer no prazo de três dias após a notificação.

Na origem deste castigo está uma queixa apresentada pelo Manchester City, depois de Mario Balotelli e Yaya Touré terem denunciado ter sido alvo de cânticos racistas, no jogo no Estádio do Dragão, que os ingleses venceram por 2-1.

O FC Porto negou sempre a existência de cânticos racistas e os seus responsáveis alegaram que os adeptos estavam a cantar o nome do brasileiro Hulk.

A pena aplicada (20 mil euros) é a sanção prevista no artigo 11bis do regulamento disciplinar da UEFA, que pune insultos contra a dignidade humana de uma pessoa ou um grupo de pessoas.

O mesmo artigo prevê que a UEFA possa, em circunstâncias mais graves, aplicar sanções adicionais, como jogos à porta fechada, interdição do estádio, dedução de pontos ou mesmo exclusão da competição, algo que o organismo entendeu não fazer neste caso.

O FC Porto ainda não reagiu a esta notícia.

Recorde os incidentes de 16 de Fevereiro no Dragão (vídeo: YouTube)
Notícia actualizada às 17h30