Futebol

Benfica pondera recorrer do castigo de Aimar

Aimar viu o cartão vermelho directo no jogo entre o Benfica e o Olhanense por uma entrada dura sobre um adversário
Foto
Aimar viu o cartão vermelho directo no jogo entre o Benfica e o Olhanense por uma entrada dura sobre um adversário Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP

O Benfica “pondera recorrer para o Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF)” da suspensão de dois jogos imposta nesta terça-feira ao médio argentino Aimar.

“Em função dos antecedentes de Aimar, o Benfica não entende porque não houve qualquer atenuante. Há outros casos na Liga portuguesa de jogadores punidos com cartão vermelho directo e que foram suspensos só por um jogo”, disse uma fonte do clube "encarnado" à agência Lusa.

O castigo anunciado pelo Conselho de Disciplina da FPF afasta o argentino dos importantes encontros com o Sporting de Braga, líder do campeonato, e com o Sporting, das 25.ª e 26.ª jornadas da Liga portuguesa de futebol.

O médio, que nunca tinha visto um cartão vermelho directo na sua carreira, foi expulso pelo árbitro João Capela no encontro de sexta-feira passada, com o Olhanense (0-0), da 24.ª jornada, num lance muito contestado pelos “encarnados”, que ficaram privados do argentino ao minuto 62.

Um dia depois da partida, o director de comunicação do Benfica, João Gabriel, considerou que “a classificação está aldrabada por influência directa dos árbitros” e disse que Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, “já lidera há tempo suficiente os árbitros portugueses”.

Na recepção ao Sp. Braga, o Benfica também não poderá contar com o defesa esquerdo Emerson, que completou uma série de cartões amarelos.

A seis jornadas do final do campeonato, a equipa de Jorge Jesus ocupa o terceiro lugar, a dois pontos do Sporting de Braga e a um do FC Porto.