Ministro alemão do Interior defende saída da Grécia da zona euro

Hans-Peter Friedrich defendeu "incentivos" para que a Grécia saia do euro
Foto
Hans-Peter Friedrich defendeu "incentivos" para que a Grécia saia do euro Peter Kneffel/AFP

O ministro alemão do Interior, Hans-Peter Friedrich, defendeu a saída da Grécia da zona euro, alegando que o país conseguiria assim retomar mais facilmente a sua competitividade.

"Não digo excluir a Grécia” da zona euro, mas sim “criar incentivos para uma saída que não possam ser recusados”, afirmou Friedrich numa entrevista ao semanário Der Spiegel.

“Fora da União monetária, as hipóteses de a Grécia se regenerar e se tornar competitiva serão seguramente maiores do que se ficar na zona euro”, continuou o ministro do Interior, que pertence à União Social Cristã, a ala bávara do partido de Angela Merkel.

A chanceler, que quer manter a Grécia na zona euro, deve contar, na segunda-feira, com o “sim” da maioria dos deputados do Bundestag ao último plano de ajuda à Grécia.

No início de Janeiro, Angela Merkel e o presidente francês Nicolas Sarkozy reiteraram a intenção de manter a Grécia na zona euro desde que Atenas ponha em prática mais reformas e mais cortes orçamentais.