Fotogaleria
O calorímetro da experiência ATLAS
Fotogaleria
O calorímetro da experiência ATLAS

Foi detectada no CERN a primeira partícula subatómica

Primeira partícula subatómica foi detectada no grande acelerador de hadrões, mais conhecido pela sigla em inglês LHC, a potente máquina do CERN

A primeira partícula subatómica foi detectada no grande acelerador de hadrões, mais conhecido pela sigla em inglês LHC, a potente máquina do CERN construída na fronteira entre a França e a Suíça para descobrir os mistérios ínfimos da matéria.

Não é o almejado bosão de Higgs, a partícula que conferirá massa a todas as outras, mas a colaboração ATLAS — uma das experiências instaladas no Laboratório Europeu de Física de Partículas ou CERN — revelou num artigo colocado no repositório online ArXiv ter identificado o Chi-b(3P) a partir dos restos de colisões de protões.

Tal como o Higgs é um bosão — é uma partícula que transporta força — mas ao contrário do Higgs, pode ser decomposta noutras partículas, o quark beauty e o seu antiquark, diz a AFP.

Na verdade, o bosão Chi-b (3P) é uma versão mais pesada de uma partícula já identificada há uns anos, “Pensava-se que este estado mais excitado existiria, mas ninguém o tinha visto até agora”, disse à BBC Roger Jones, da Universidade de Lancaster, no Reino Unido, e membro da experiência ATLAS.