Porto recolhe assinaturas para petição mundial pela conservação dos tubarões

Foto
O Sea Life vai promover uma série de actividades sobre os tubarões Nelson Garrido

Todos os anos, milhões de tubarões são mortos pelas suas barbatanas, uma ameaça à sua sobrevivência. De 15 a 30 de Outubro decorrerá uma campanha mundial de recolha de assinaturas pela conservação destes animais. O Sea Life Porto junta-se à iniciativa e vai procurar dez mil assinaturas.

Para o conseguir, a instituição pede o apoio dos seus visitantes e organiza um pacote de actividades, desde ateliers, palestras a exibição de filmes.

Por todo o mundo, os centros Sea Life, da Califórnia a Helsínquia, querem recolher mais de cem mil assinaturas para “procurar que as leis que regulam o shark finning sejam mais restritivas”. O Sea Life Center Porto quer ser um dos principais contribuintes para este objectivo, organizada pela Shark Alliance, e pede o apoio dos seus visitantes.

Quando a campanha de recolha de assinaturas terminar, as “petições serão utilizadas para fazer pressão junto dos ministérios da Pesca da União Europeia para endurecer as leis relativas ao finning e proibir a remoção das barbatanas de tubarão no mar”, explica o Sea Life Porto, em comunicado.

“Muitas nações já baniram o finning dos tubarões, mas a triste realidade é que as excepções na lei permitem a recolha de barbatanas de forma tão insustentável que tal acabará por resultar na extinção de muitas espécies”, comenta Rui Ferreira, director do Sea Life Porto, em comunicado.

Sugerir correcção
Comentar