Benfica

Jorge Jesus responde a Vítor Pereira: "Faz parte do meu trabalho ver o FC Porto"

Jorge Jesus continua a acreditar que o Sporting é candidato ao título
Foto
Jorge Jesus continua a acreditar que o Sporting é candidato ao título DR

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, respondeu a Vítor Pereira garantindo que tem um conhecimento global de todas as equipas da Liga, entre as quais o FC Porto. “Faz parte” do seu trabalho, diz.

Questionado em relação às declarações do técnico do FC Porto, Vítor Pereira, em que este afirmou que ainda não tinha tido a oportunidade de ver jogos do Benfica, Jesus reagiu: “Tenho tentado ter um conhecimento global das equipas, jogo a jogo e das que vamos defrontar, que é o caso do FC Porto, tenho visto vários jogos. Tenho tido tempo para ver os meus adversários, faz parte do meu trabalho”, disse o treinador das “águias”.

Vítor Pereira disse que ainda não teve tempo para ver o Benfica - clube que defronta no Estádio do Dragão à sexta jornada -, mas Jorge Jesus explicou nesta sexta-feira que tinha uma opinião diferente e tempo para o fazer.

No lançamento do jogo da quarta jornada, agendado para sábado com o Vitória de Guimarães, o treinador abordou vários assuntos e esclareceu que não haverá contenção pelo facto de a equipa defrontar na próxima semana o Manchester United.

“Vão ser os melhores [jogadores] para o jogo com o Guimarães e não existe a intenção de poupar para o jogo de quarta-feira”, salientou o treinador, dizendo que o campeonato nacional é a prioridade.

O Guimarães, com a mudança de treinador (saiu Manuel Machado, entrou Rui Vitória), é, na opinião do treinador, um adversário a respeitar, mas o Benfica pretende os três pontos e não teme a goleada dos vimaranenses na Choupana (1-4).

Para o treinador “encarnado” equipas como o Guimarães e o Sporting de Braga vão criar problemas aos “crónicos” candidatos ao título: FC Porto, Benfica e Sporting, com Jesus a acreditar ainda nos “leões”.

“Sporting? Continua um candidato ao título, a pontuação tem importância, mas pode não ser relevante. Tem uma equipa muito mais forte e com excelentes jogadores”, disse Jesus, apesar de o rival apenas ter dois pontos em nove possíveis.

A renovação de Luisão, que deverá terminar a carreira na Luz, e o processo em curso de Maxi Pereira, são boas notícias para o treinador, que elogiou a continuidade, numa “política” que disse ser inteligente por contemplar jogadores com perfil.

“O Luisão tem uma influência muito forte nas ideias da equipa, é líder, fico muito contente por ter renovado”.

O treinador deixou ainda elogios ao argentino Pablo Aimar, em grande momento de forma, um jogador que disse ser único em Portugal, mas também a Nolito, um futebolista que “mexe” com o jogo ou ao brasileiro Bruno César, “mais cerebral” e “de posse de bola”.

A não titularidade do campeão europeu e mundial Capdevilla foi outro dos temas, com o treinador do Benfica a justificar que o espanhol tem um ritmo de preparação mais atrasado do que o brasileiro Emerson.

Jesus disse que não responderia a comentários do empresário e explicou que normalmente não faz de um lateral uma opção de banco: ou é primeira opção ou não o é.

Uma lógica que não tem colocado Capdevilla nos convocados, algo que sucederá apenas por indisponibilidade do lateral Emerson, contratado aos franceses do Lille e sobre quem tem recaído a primeira escolha.

Sugerir correcção