"José e Pilar" é o candidato português aos Óscares

Foto

Filme vai representar Portugal nos prémios

O documentário "José e Pilar", de Miguel Gonçalves Mendes, é o candidato português à nomeaçao para Óscares, anunciou esta sexta-feira o Instituto de Cinema e Audiovisual (ICA). 

O filme, co-produzido pelos realizadores brasileiro Fernando Meirelles e espanhol Pedro Almodóvar, membros da Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas, foi o escolhido para representar Portugal nos prémios mais cobiçados do mundo do cinema. No entanto, "José e Pilar", um retrato intimista da relação entre o escritor e Nobel da Literatura e a sua companheira Pilar del Río, é ainda um candidato à nomeação aos Óscares.

O documentário, que estreou em Portugal em 2010 e foi visto por 22 mil espectadores, foi considerado o quarto filme português mais visto do ano, apenas abaixo de "A Bela e o Paparazzo", "Contraluz" e "Filme do Desassossego", e foi ainda o segundo documentário mais visto de sempre em Portugal, atrás de "Fados".

Aos Estados Unidos, de acordo com a produtora Jumpcut, o filme vai chegar às salas em Abril do próximo ano, depois de já ter estreado na Espanha, Brasil e Itália.

Esta notícia surge depois de ter sido criada uma petição pública na Internet que pedia que "José e Pilar" fosse o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, somando, até agora, 2439 assinaturas.

Segundo o comunicado do ICA, "a escolha deste filme foi feita por uma comissão, composta por representantes de associações do sector, previamente submetida à aprovação da Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas".

"José e Pilar" foi nomeado na categoria de Melhor Filme para os prémios SPA e na categoria de Melhor Filme Documental, pela Academia Brasileira de Cinema. No Brasil, o filme foi ainda distinguido com o Prémio do Público da mostra de São Paulo e com o Prémio do Público da Mostra Visões Sul.

O filme português concorre agora com os filmes já anunciados: "Pina", de Wim Wenders (Alemanha); "Breathing", de Karl Markovics (Áustria); "The Front Line", de Jang Hun (Coreia do Sul); "Attenberg", de Athena Rachel Tsangari (Grécia); "The Turin Horse", de Bela Tarr (Hungria); "Omar Killed Me", de Roschdy Zem (Marrocos); "Sonny Boy", de Maria Peters (Holanda); "Happy, Happy", de Anne Sewitsky (Noruega); "In Darkness", de Agnieszka Holland (Polónia); "Morgen", de Marian Crisan (Roménia); Montevideo, God Bless You!", de Dragan Bjelogrlic (Sérvia); "Beyond", de Pernilla August (Suécia); "Seediq Bale", de Wei Te-Sheng (Taiwan); e Seediq Bale", de Wei Te-Sheng (Venezuela). Estes são para já os filmes estrangeiros anunciados.

Em 2010, o candidato de Portugal nesta categoria foi "Morrer como um homem", de João Pedro Rodrigues.

Os nomeados aos Óscares de 2012 vão ser conhecidos a 24 de Janeiro, numa cerimónia no Samuel Goldwyn Theater. A entrega dos Óscares está marcada para o dia 26 de Fevereiro de 2012 no Kodak Theatre em Los Angeles.