Futebol

Portugal joga hoje frente à França "o sonho" da sua terceira final num Mundial de sub-20

Depois de vencer a Argentina nos penáltis, Portugal defronta a França
Foto
Depois de vencer a Argentina nos penáltis, Portugal defronta a França Reuters

A selecção portuguesa vai tentar hoje (23h, RTP1), na Colômbia, chegar à sua terceira final de um Campeonato do Mundo de sub-20. Depois de afastar a Argentina nos quartos-de-final, a equipa liderada por Ilídio Vale defronta a França, num jogo entre duas selecções que nunca se encontraram em nenhum Mundial desta categoria. Os jogadores portugueses dizem estar a cumprir um sonho numa prova que já venceram por duas vezes (1989 e 1991). Se ganharem hoje, decidem o título no próximo sábado frente ao vencedor do Brasil-México.

Esta selecção não tem o brilho daquelas que venceram na Arábia Saudita e em Portugal, mas tem uma defesa super-sólida. Não sofre golos há 525 minutos, o que a deixa muito perto de igualar o recorde de 634 minutos do Brasil. Outra vantagem é que o seleccionador Ilídio Vale tem todos os jogadores disponíveis. O reverso da medalha é o ataque: apenas três golos em cinco jogos e o facto de a equipa estar desgastada pelos 120 minutos de jogo frente à Argentina e das sete horas da viagem de Cartagena para Medellín. Os franceses, por seu lado, chegam pela primeira vez a uma meia-final na prova máxima de sub-20. Contam com um ataque forte, que já rendeu dez golos.

Mas isso não assusta os jogadores nacionais. "É o sonho de qualquer jogador estar nesta fase", disse Cédric, que está cedido pelo Sporting à Académica, adiantando que os jogadores estão motivados para o desafio frente à França. "É uma equipa poderosa, com grandes qualidades, mas a nossa equipa evoluiu muito e agora estamos ao nosso melhor nível", referiu o lateral numa clara alusão à pouca confiança que a equipa inspirava quando partiu para a Colômbia. "Sabíamos do nosso valor, mas também foi importante querermos provar, aos que não acreditam em nós, que estão enganados. Temos a ambição de mostrar que, afinal, temos uma palavra a dizer". Essa palavra poderá ser mesmo chegar à final. "É o sonho que tem de comandar a vida", concluiu o lateral-direito.

O capitão de equipa Nuno Reis acredita que tudo é possível. "É claro que, quando se chega a uma meia-final, só dá para pensar no título. Será difícil, mas a nossa equipa é capaz de conquistá-lo."