Ricardo Mestre consagrado em Lisboa

Foto
O ciclista algarvio venceu a Volta a Portugal Foto: DR

Ricardo Mestre alcançou aos 27 anos a vitória mais importante da sua carreira e sucedeu no historial de vencedores da prova ao espanhol David Blanco, seu antigo companheiro de equipa, que triunfou na Volta em quatro ocasiões.

A vitória do corredor algarvio é a primeira de um português desde 2003, ano em que o triunfo coube a Nuno Ribeiro, e a quarta consecutiva do Tavira, equipa vencedora das três edições anteriores, com David Blanco. Em termos coletivos, a formação tavirense também saiu vencedora.

A derradeira tirada da Volta a Portugal ligou Sintra a Lisboa, na distância de 152,6 quilómetros.

Profissional desde 2006, sempre em representação da equipa do Tavira, Mestre fez a sua melhor época de sempre, tendo ganho o Troféu Joaquim Agostinho em Julho, antes de se impor na Volta a Portugal, com apenas um triunfo, no contra-relógio da sétima etapa, na qual assumiu a liderança.

Segundo algarvio a vencer a Volta a Portugal, depois de José Martins em 1946 e 1947, Mestre levou a camisola amarela desde a Guarda até Lisboa, para terminar com 1m31s de avanço sobre o companheiro de equipa André Cardoso e 2m24s sobre Rui Sousa (Barbot-Efapel).

Na capital, a vitória da última etapa foi discutida ao sprint. O italiano Francesco Gavazzi, que completou a tirada em 3h57m12s, conseguiu o seu segundo êxito em etapas desta edição, batendo os portugueses Sérgio Ribeiro (Barbot-Efapel) e Samuel Caldeira (Onda-Boavista).

No entanto, Sérgio Ribeiro subiu ao pódio pelo segundo ano consecutivo com a camisola branca, que distingue o primeiro da classificação por pontos, enquanto o uruguaio Fabrício Ferrari (Caja Rural), com a camisola azul, assegurou o prémio da montanha. De laranja ficou o espanhol Bravo Garikoitz, também da Caja Rural, melhor jovem da Volta a Portugal

Classificação da 10.ª etapa

1. Francesco Gavazzi, Ita (Lampre), 3h57m12s


2. Sérgio Ribeiro, Por (Barbot-Efapel), m.t.


3. Samuel Caldeira, Por (Tavira-Prio), m.t.


4. Delio Fernandez, Esp (Onda-Boavista), m.t.


5. Filipe Cardoso, Por (Barbot-Efapel), m.t.


6. Rui Sousa, Por (Barbor-Efapel), m.t.


7. Manuel Ortega, Esp (Andalucia), m.t.


8. Alessandro Bisolti, Ita (Farnese Vini), m.t.


9. Bruno Saraiva, Por (Portugal), m.t.


10. Pavel Kochetkov, Rus (Itera), m.t.


Classificações finaisGeral individual

1. Ricardo Mestre, Por (Tavira-Prio), 42h34m44s


2. André Cardoso, Por (Tavira-Prio), a 1m31s


3. Rui Sousa, Por (Barbot-Efapel), a 2m24s


4. Nelson Vitorino, Por (Tavira-Prio), a 2m48s


5. Hernâni Broco, Por (LA-Antarte), a 2m58s


6. Sérgio Ribeiro, Por (Barbot-Efapel), a 5m12s


7. Vergílio Santos, Por (LA-Antarte), a 6m44s


8. Sérgio Sousa, Por (Barbot-Efapel), a 7m13s


9. João Cabreira, Por (Onda-Boavista), a 8m15s


10. Daniel Silva, Por (Onda-Boavista), a 8m16s


Geral por equipas

1. Tavira-Prio, Por, 127h48m49s


2. Barbot-Efapel, Por, a 9m54s


3. Onda-Boavista, Por, a 13m54s


Montanha

1. Fabrício Ferrari, Uru (Caja Rural), 57 pontos


2. André Cardoso, Por (Tavira-Prio), 40


3. Hernâni Broco, Por (LA-Antarte), 30


Pontos

1. Sérgio Ribeiro, Por (Barbot-Efapel), 141 pontos


2. Francesco Gavazzi, Ita (Farnese Vini), 119


3. André Cardoso, Por (Tavira-Prio), 72


Juventude

1. Bravo Garikoitz, Esp (Caja Rural)


2. Bruno Silva, Por (LA-Antarte)


3. Robbie Squire, EUA (Chipotle)


Notícia actualizada às 18h47
Sugerir correcção
Comentar