Vítor Pereira conta calar os mais cépticos com resultados

Foto
O técnico quer convencer os adeptos Foto: Luís Efigénio/nFactos

“Estou convicto de que a resposta vai ser dada de forma clara e inequívoca. Quem se interroga da razão da minha presença aqui só tem que esperar para ver”, defendeu Vítor Pereira, que falava na antevisão do jogo da Supertaça Cândido de Oliveira, frente ao Vitória de Guimarães.

Vítor Pereira, promovido a treinador principal após integrar a equipa técnica de André Villas-Boas, explicou que por estar na posição em que está aceita que se coloquem algumas interrogações. “Tenho total confiança nas ideias e no trabalho que pretendo desenvolver para o FC Porto. Sei como quero pôr o FC Porto a funcionar e conheço os pormenores para alcançar esse fim”, acrescentou.

Vítor Pereira espera já dar um passo nesse sentido com a conquista da Supertaça, frente ao Vitória de Guimarães, num jogo em que espera “dificuldades” e que “nada terá a ver com a vitória na final da Taça de Portugal (6-2)”.

O treinador do FC Porto espera um jogo totalmente distinto, frente a uma equipa “organizada”, “com um plantel bem preparado” e com um treinador com uma boa leitura e organização de jogo.

O treinador dos ‘dragões’ diz estar consciente do valor dos seus jogadores e acredita que vai “vencer e trazer o troféu”.

“Não estamos ainda todos, mas estamos fortes. Os que estão dão garantias de qualidade e não estou preocupado. Falcao, Guarín e Álvaro Pereira acrescentam qualidade, mas pelo que temos feito já demos indicações claras para este jogo”, disse.

Vítor Pereira esclareceu ainda que, atendendo a que Falcao e Guarin estão ainda em fase inicial de preparação, a equipa técnica vai ainda “reflectir” e “pensar bem” no sábado sobre a utilização destes jogadores.

Em relação ao ‘onze’ a apresentar frente ao Vitória de Guimarães, domingo, em Aveiro, Vítor Pereira revelou que não irá andar muito longe da equipa que defrontou o Lyon, na única derrota sofrida pelos ‘dragões’ na pré-temporada (2-1).

“Orientamos o nosso trabalho para determinados tipos de comportamentos que se vão adquirindo com os treinos. Espero estar a um nível superior em relação ao último jogo (Lyon), nomeadamente nas oportunidades de golo”, frisou.

O treinador reconheceu a importância deste primeiro jogo, embora demarcando-se de qualquer tipo de pressão, até porque gosta e vive permanentemente sob pressão, e recordou o estímulo e o impulso que foi na última época o triunfo na Supertaça. “Esta época, partimos de situações diferentes. O Guimarães está a integrar um ou outro jogador novo, enquanto o FC Porto, que no ano passado partiu praticamente do zero, já tem uma dinâmica implementada”, explicou.

A possibilidade de Kléber e Falcao poderem conviver num mesmo ‘onze’ foi outro dos temas abordados por Vítor Pereira, para quem “os bons jogadores são sempre boas dores de cabeça” e “mais qualidade ao dispor”.

Defende fecho do mercado antes do início da Liga

Vítor Pereira defendeu que o fecho do mercado de transferências devia acontecer antes do início da Liga, em prol da estabilidade dos plantéis. Questionado sobre a forma como gere o alegado interesse em Hulk, Falcao e João Moutinho, por exemplo, disse que o FC Porto vive essa indefinição como qualquer outro clube sujeito às leis do mercado.

Com a janela de transferências aberta até ao final do mês de Agosto, já com os campeonatos a decorrer, e com um mercado ditado pelas cláusulas de rescisão dos jogadores, os plantéis só estarão encerrados na data prevista.

Vítor Pereira desvalorizou ainda as polémicas declarações do treinador escocês Graeme Souness (ex-Benfica), que terá criticado a aposta do Chelsea em André Villas-Boas afirmando que ter sucesso como técnico do FC Porto não é difícil. “Essas declarações devem ser de um brincalhão. Que este clube é o clube que mais garantias dá para se atingir o sucesso, isso não tenho dúvidas nenhumas. Mas se o treinador chega cá e não tem qualidade para acompanhar o nível do clube e dos jogadores, não tem hipótese nenhuma”, disse.

O técnico dos portistas reforçou que está no clube certo, na hora certa, com as pessoas certas e o plantel certo e que estão reunidos todos os pontos para um época de sucesso a começar já na Supertaça.